Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Nacional
Segunda - 30 de Novembro de -0001 às 00:00
Por: Gabriela Guerreiro

    Imprimir


Brasília - A esposa e a filha mais nova do ex-presidente do Equador Lucio Gutiérrez pediram hoje (6) à Secretaria Nacional de Justiça renúncia do asilo político recebido do governo brasileiro há duas semanas, quando Gutiérrez foi deposto da presidência da República. A esposa do ex-presidente, Ximena Bohórquez Romero, é deputada no parlamento equatoriano e deseja retornar ao país para exercer as atividades políticas acompanhada da filha, Viviana Estefania, de 15 anos. O pedido foi autorizado pela secretária nacional de Justiça, Cláudia Chagas. O ex-presidente equatoriano não pediu renúncia do asilo e pretende continuar no Brasil.

Com a renúncia, Ximena e Viviana Gutiérrez podem continuar com livre trânsito no Brasil como turistas, mas perdem a segurança especial mantida enquanto eram dependentes de um asilado político. Segundo o Ministério da Justiça, Ximena Romero disse que vai retornar ao Equador em breve, mas não revelou a data em que embarcará de volta ao país.

A família deixou o Equador no último dia 24 de abril, três dias depois de Lucio Gutiérrez ser deposto da presidência. Antes de embarcar para o Brasil, o ex-presidente equatoriano ficou abrigado na embaixada brasileira em Quito até conseguir deixar o local em missão comandada pela Aeronáutica brasileira. A embaixada foi cercada por manifestantes contrários à saída de Gutiérrez do país.

A filha mais velha do ex-presidente, Carina Ximena, é cadete do Exército e preferiu continuar no Equador. Lucio Gutiérrez decidiu pedir asilo ao Brasil após enfrentar seguidas revoltas populares contra seu governo e uma votação no Congresso Nacional do Equador que resultou na sua destituição.





Fonte: Agência Brasil

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/387606/visualizar/