Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Saúde
Terça - 28 de Janeiro de 2014 às 15:50
Por: Angela Fogaça

    Imprimir


Os prefeitos, secretários de saúde e representantes dos 15 municípios que fazem parte do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Teles Pires se reuniram, ontem, em Sorriso. Entre os assuntos em pauta estava a falta de repasses do governo do Estado, a grande demanda de atendimentos no Hospital Regional em Sorriso e a demora na abertura plena do Hospital de Sinop, além da votação da tabela de divisão de recursos para procedimentos, que cada município terá em 2014.

Segundo relatório, os atendimentos no Hospital Regional beneficiaram 10.024 pessoas, com 8.754 especialidades e exames, 643 cirurgias diversas e 224 cirurgias oftalmológicas. O consórcio atende a uma população de 373.911 pessoas. O orçamento anual é cerca de R$ 1 milhão, rateado entre os 15 municípios que adquirem os procedimentos no hospital de Sorriso.

Para este ano, a distribuição dos recursos será de acordo com uma tabela formulada pela secretaria executiva do consórcio, levando em conta os serviços proporcionais efetuados no ano. Sorriso deverá arcar com cerca de R$ 211 mil; Nova Mutum em torno de R$ 69 mil; Lucas do Rio Verde, R$ 99 mil; Sinop, R$ 18 mil; Vera, R$ 106 mil e Ipiranga do Norte R$ 102 mil.

O prefeito de Vera, Nilso Vígolo, ressaltou, através da assessoria, que a "gestão da saúde precisa ser muito bem feita para ter maior aproveitamento. É um setor que tem muita demanda e cada município tem suas carências com falta de profissionais e o consórcio visa suprir isso".

O diretor do Hospital Regional de Sorriso, Diógenes Ticiani Couto, pediu a interferência política do consórcio para ampliar as condições da unidade.






Fonte: Só Notícias

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/388482/visualizar/