Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Policia MT
Sábado - 29 de Março de 2014 às 08:17

    Imprimir


Polícia Civil prende duas suspeitas

Da Reportagem

Duas suspeitas de integrar uma quadrilha acusada de aplicar o chamado “golpe do carro quebrado” foram presas por policiais civis. Pelo esquema ligam para uma pessoa idosa dizendo que um parente está com o carro pifado. Então, pedem dinheiro e alguém passa para pegar o dinheiro. Foram presas Dinalva Soares dos Santos, 30 anos, e Jhainnifer Matos Silva, 29, acusadas de estelionato. A prisão ocorreu anteontem em Barra do Garças ( a 500 quilômetros a leste de Cuiabá). 

Pelo esquema, o golpe é aplicado através de um presidiário conhecido como “Cabeção” que está preso na Penitenciária Central do Estado. Pelo esquema, ele liga para números de telefones de pessoas de vários estados, dizendo ser parente da vítima e que está com o veículo quebrado na rodovia, necessitando de dinheiro para pagar o guincho e o mecânico. 

As investigações apontam que Dinalva recebia uma “comissão” de R$ 200 para cada R$ 1 mil depositado. O restante do dinheiro era repassado para sua cúmplice, responsável por depositar o dinheiro na conta do “Cabeção”, com quem tem um relacionamento. 

Em interrogatório, as suspeitas contaram que há menos de dez dias haviam retirado do banco R$ 3.750, depositado por outra vítima que caiu no golpe, no Estado do Rio Grande do Sul. 

As suspeitas eram investigada há cerca de dois meses, quando um pessoa do Estado do Paraná entrou em contato com a instituição financeira alertando que havia recebido uma ligação e que desconfiou se tratar de um golpe, mas mesmo assim iria efetuar o depósito. Segundo os policiais, as duas mulheres foram presas próximas à agência do Sicredi, após fazer o saque de R$ 2,5 mil depositados por uma vítima da cidade de Cantagalo, no Paraná. (AR) 





Fonte: Do Diário de Cuiabá

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/392145/visualizar/