Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Segunda - 30 de Novembro de -0001 às 00:00

    Imprimir


Os permissionários do Terminal Atacadista do Verdão deram um recado duro ao prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, durante a sessão da Câmara de Vereadores desta terça-feira (06), na tribuna livre. Eles estão revoltados com o prazo diminuto de três dias apenas para que eles se regularizem, apresentem documentação e deixem o Terminal do Verdão. A decisão “absurda”, segundo ele, foi tomada isoladamente, sem qualquer discussão anterior com as partes interessadas.

São 204 permissionários, segundo Jânia Ramos de Lima, presidente da Associação de Permissionários do Verdão (APV). “Estamos com saudades do prefeito Chico Galindo, que sempre nos atendeu e buscou o diálogo, mas desde a posse de Mauro Mendes estamos esquecidos pela administração municipal”, acusou.

Ela não poupou, igualmente, críticas ao secretário municipal Elias Andrade (Trabalho e Desenvolvimento Econômico), Elias Andrade. “Ele sequer já pisou no terminal e agora quer impor regras sem ouvir os permissionários. Ele pode ser doutor, mas não está olhando os interesses dos segmentos produtivos da cidade. Se preciso, vamos entrar com um mandado de segurança para garantir nossos direitos”, emendou.

O Terminal Atacadista do Verdão responde pelo abastecimento de 70% de hortifrutigranjeiros do Estado. Fechar os olhos para este detalhe significa colocar em risco o abastecimento de produtos na mesa do trabalhador. Cuiabá, única Capital do País que não dispõe de um centro atacadista (um Ceasa), corre o risco de enfrentar um desabastecimento de hortifrutigranjeiros durante a realização da Copa do Mundo se prevalecer o impasse.

“Isso é jogar contra Cuiabá, mas tenho certeza que o prefeito vai ponderar e ouvir os produtores”, disse, por seu lado, o vereador Dilemário Alencar (PTB), ligado a Mendes, garantindo que intermediará para que Mauro Mendes receba uma comissão para discutir o assunto.





Fonte: Editor de Política

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/394635/visualizar/