Repórter News - reporternews.com.br
Politica MT
Segunda - 19 de Maio de 2014 às 17:32

    Imprimir


Repórter News

A Câmara Municipal de Arenápolis aprovou por unanimidade a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar supostas irregularidades em processos licitatórios realizados pela prefeitura municipal na gestão do prefeito José Mauro Figueiredo, entre eles o contrato firmado com a empresa José Carlos de Lima ME, responsável pela coleta de lixo da cidade.

A eleitora Antônia Rosalina Ferreira, denunciou o fato ao Poder Legislativo, anexando inclusive a cópia do contrato entre a empresa e o município, destacando que clausulas contratuais estão sendo desrespeitadas em prejuízo do erário público.

Diz a denúncia que a empresa Servel, deveria custear as despesas com combustível para os maquinários, e com materiais, manutenção de equipamentos, lubrificantes e funcionários, porém, estariam sendo utilizados funcionários públicos municipais, como garis e motoristas, por exemplo, inclusive com utilização de caminhões pertencentes ao município, entre outros equipamentos. A denunciante apresentou fotos que comprovariam a utilização de funcionários e maquinários do município na coleta de lixo, de responsabilidade da empresa.

O presidente da Câmara Municipal de Arenápolis, Douglas Dorilêo, disse que as denúncias de supostas irregularidades serão investigadas pela CPI que terá 90 dias para apresentar um relatório, e que se constatados prejuízos ao município às providencias legais serão tomadas pelo Poder Legislativo Municipal.

Os nove vereadores que integram a Câmara Municipal de Arenápolis votaram pela instalação da comissão parlamentar de inquérito, que terão como membros os vereadores José Miranda (Presidente), Noêmia Maria de Souza (relatora) e Assis José (membro). 





Fonte: Repórter News

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/395329/visualizar/