Repórter News - reporternews.com.br
Copa 2014
Sexta - 13 de Junho de 2014 às 07:56

    Imprimir


Tony Ribeiro/MidiaNews
Torcedores chilenos fizeram a festa, durante jogo do Brasil, no Fan Fest
Torcedores chilenos fizeram a festa, durante jogo do Brasil, no Fan Fest

A estreia do Brasil na Copa do Mundo contra a Croácia, na tarde-noite desta quinta-feira (12), em São Paulo, foi verde e amarela.

Em Cuiabá, no entanto, foi a torcida vermelha do Chile que "dominou" o Fan Fest, estrutura oficial montada pela Fifa na Acrimat, no bairro Dom Aquino, para receber os torcedores de todas as nações.

No primeiro tempo do jogo, os torcedores da “La Roja” quase não falavam com a imprensa: atentos a cada jogada, vidrados, torcendo pelo Brasil, eles diziam “depois, depois conversamos”.

"Chile já é campeão do mundo. Não importa se ganhamos a Copa ou não. O que importa é que estamos felizes e nossa felicidade não se compara com nada. Para os chilenos, nada é impossível"

No intervalo do primeiro tempo, começaram a entoar os gritos de guerra típicos do país – “Chi Chi lê lê! Chile, Chile!” - animando a torcida vermelha e chamando os brasileiros e os poucos australianos para fazerem parte da festa.

Tony Ribeiro/MidiaNews

Jorge Gonzales (esq), 23 anos: a felicidade é típica da cultura chilena O grupo vermelho segurava uma réplica da taça do Mundial e cantava animado que “já é campeão”.

Para o chileno Jorge Gonzales, 23 anos, a felicidade é típica da cultura do país e Cuiabá é como se fosse uma extensão do Chile durante a Copa.

“Eu não sei quando Cuiabá começou a existir, mas a pessoa que fundou a Capital disse ‘aqui você está no Chile, Cuiabá é o Chile’. Fazemos a diferença porque o chileno faz diferença aqui, no Rio, em São Paulo, em todo o Brasil. Sempre”, afirmou.

Com mais um grupo de amigos, Gonzales atravessou 5.500 quilômetros, por seis dias, até chegar em Cuiabá.

Aqui, ele aposta em um jogo de 3 a 0 contra a Austrália, na tarde desta sexta-feira (13), na Arena Pantanal.

Ainda assim, para o chileno é bom ganhar, mas não é o mais importante.

“Chile já é campeão do mundo. Não importa se ganhamos a Copa ou não. O que importa é que estamos felizes e nossa felicidade não se compara com nada. Para os chilenos nada é impossível”, completou.

17 mil assistiram ao Brasil no Fan Fest

O Fan Park de Cuiabá recebeu cerca de 17 mil pessoas durante o primeiro jogo da Copa do Mundo, entre Brasil e Croácia, nesta quinta-feira (12). A estrutura oficial do evento está na Acrimat, no bairro Dom Aquino.

Segundo dados da Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa), no primeiro tempo da partida 12 mil torcedores estavam no local. Após o segundo tempo, e também devido à atração musical que viria em seguida, o número registrado subiu.

"Trabalhávamos com uma expectativa de 20 mil torcedores e, 17 mil, é um número que estava dentro dos nossos planejamentos. De forma geral, a avaliação do evento é positiva e esperamos que continue assim até o final da noite"

Em coletiva de imprensa, o secretário da Secopa, Maurício Guimarães, afirmou que para o primeiro jogo oficial do Mundial, o número era o esperado.

“Trabalhávamos com uma expectativa de 20 mil torcedores e, 17 mil, é um número que estava dentro dos nossos planejamentos. De forma geral, a avaliação do evento é positiva e esperamos que continue assim até o final da noite”, disse.

Com jogo entre Chile e Austrália amanhã, na Arena Pantanal, o Fan Park deve passar por algumas adaptações.

“Vamos melhorar a revista dos que entram e decidir, por exemplo, se o público poderá adentrar o Fan Park com capacetes ou não. Isso vai ser discutido com a segurança”, completou.

Ainda sobre segurança, a Secopa garantiu que não foi registrada nenhuma ocorrência de roubos, furtos ou brigas.

Foi relatado pelo público, no entanto, uma pequena discussão entre dois grupos diferentes. Um lado jogou cerveja em outro, houve empurrão, mas ninguém se feriu e não chegou a relatar o caso ao departamento de segurança.

No total, são 40 policiais militares e mais 16 brigadistas no Fan Park. Além deles, há segurança privada formada por 200 homens.

Atendimentos médicos

O Serviço de Atendimento Médico, por sua vez, registrou 13 ocorrências, todas de nível leve, como cefaléias ou desidratações.

“Os estrangeiros passaram mal devido ao calor, que não estão acostumados, mas foram atendidos prontamente pelas equipes. Não houve nada grave”, disse Guimarães.





Fonte: Mídia News

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/397015/visualizar/