Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Politica MT
Terça - 02 de Outubro de 2012 às 08:32
Por: Jonas da Silva

    Imprimir


O candidato a prefeito de Cuiabá, Lúdio Cabral (PT), apresentou nesta segunda-feira documentos de cartório de registro de imóveis que comprovam a venda em 2008 de lotes dele dos terrenos em débito de IPTU no bairro Jardim Santa Marta. No sábado, documentos encaminhados à imprensa informavam que ele e o candidato Guilherme Maluf (PSDB) deviam o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

Os débitos referem-se aos terrenos 11, 12 e 13 da quadra E do bairro que peretenciam a Lúdio e sua esposa. Cópias de contrato de compra e venda foram encaminhados à imprensa.

Lúdio comentou a situação como mais uma forma desesperada de ação eleitoral do seu adversário Mauro Mendes.
“Sempre se espera por parte de quem está na disputa bom senso, responsabilidade e respeito pela população. Este tipo de comportamento é lamentável. Eu estou absolutamente tranquilo, isso não me atinge, não me abate, vamos continuar caminhando com a mesma força e esses sinais só evidenciam que a nossa trajetória está correta. Quem me ataca não consegue, no debate limpo, me superar”, analisou o fato.

De acordo com a assessoria de Lúdio, o comprador dos lotes confirmou em declaração à campanha que não foi averbada a transação perante o Cartório do 2º Ofício de Cuiabá. Os valores devido de IPTU junto à prefeitura são de total responsabilidade do comprador.

Investigação

O candidato a vice-prefeito Francisco Faiad (PMDB) considera falha no sistemas da Prefeitura de Cuiabá os dados virem a público e crime de violação do sigilo fiscal ocorrido. Ele informa que pedirá investigação da Polícia Federal para o caso.

““É lamentável a fragilidade do sistema da Prefeitura de Cuiabá que permite a qualquer pessoa acessar dados sigilosos. Ou o sistema é muito frágil ou houve vazamento de informação e vamos pedir a Polícia Federal que abra uma investigação por violação de sigilo fiscal”.

A assessoria do candidato Maluf havia informado já no sábado, data da divulgação do fato, que a dívida não procede.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/40106/visualizar/