Repórter News - reporternews.com.br
Tecnologia
Sábado - 13 de Agosto de 2016 às 08:23
Por: LN Comunicação

    Imprimir


O episódio não é raro. Você acorda atrasado ou levanta no fim de semana a fim de curtir aquele carro dos anos 60, ou aquele carro importado ou ainda aquela moto brilhante e quando vai dar a partida...o motor não funciona. Insiste daqui, abre o “capô”, dá a partida novamente e nada. Conclusão..a bateria arriou. Aí você logo pensa..vou fazer a famosa “chupeta” - ligação direta entre baterias. Mas o pior que ela funciona por pouco tempo e, às vezes, não dá nem para chegar até a uma oficina e ela arria de novo.

Portanto para evitar surpresas, é preciso ficar atento ao sistema que alimenta a bateria, como por exemplo, o alternador - responsável por mantê-la carregada. A energia gerada pelo alternador carrega a bateria e alimenta todo o sistema elétrico, ignição, som, faróis, injeção e motor de partida. É indicado, pelo menos uma vez ao ano, verificar o alternador e a bateria para evitar panes, desperdício de combustível e manter o carro em bom funcionamento.

Caso o alternador apresente problemas, o carro torna-se dependente apenas da bateria, podendo sobrecarregá-la e, consequentemente, descarregá-la em poucas horas. Por isso recomenda-se sempre verificar se os faróis, som e as luzes internas foram desligados ao sair do veículo, pois quando o motor é desligado, quem fornece a energia elétrica é a bateria. Também é importante ressaltar que no momento que o motor está em funcionamento, quem fornece a demanda de energia é o alternador. Se houver algum problema e a bateria descarregar, o alternador não consegue dar a partida no motor, funcionando somente com a energia acumulada da bateria.

A melhor alternativa é a prevenção. De acordo com o estudo da GIPA (Grupo Interdisciplinar de Pesquisa Ambiental), solicitado pelo GMA (Grupo de Manutenção Automotiva), os motoristas não têm o hábito de realizar a manutenção preventiva do veículo, medida que evitaria quebras e falhas imprevisíveis que causam grandes transtornos. Dados desta pesquisa indicam que 75% dos motoristas levam o carro em oficinas apenas quando ocorre algum problema, seja por pane elétrica ou falha mecânica.

Para ajudar a conservar o veículo antigo, importado ou moto, a empresa Fronius – há 60 anos especialista em desenvolver novos carregadores e pesquisas na área – trouxe para o Brasil o carregador ACCTIVA Easy (foto ao lado) ideal para veículos (oficina, sala de exposição, veículos usados), motocicletas, carros antigos e importados, máquinas agrícolas, trailers, aviões esportivos, barcos, carrinhos de golfe e máquinas de cortar grama. O potente equipamento de carga e teste tem a função de controlar eletronicamente a carga da bateria, através de um microprocessador, monitorando todas as funções do aparelho. Com ele é possível testar a capacidade de arranque da bateria, o estado de carga e a função do alternador. Tudo em um pequeno e único equipamento. OAcctiva Easy carrega as baterias automaticamente e suavemente. Após completar a carga, o carregador substitui para a carga de manutenção, evitando a autodescarga. Um detalhe importante: o carregador de bateria pode ficar, permanentemente, conectado à bateria com consumo mínimo de energia.

Ele também tem a função de verificar a capacidade do alternador. E, através do visor, é possível verificar se a tensão gerada está dentro ou fora da faixa permitida. Agora, em caso de substituição ou remoção da bateria, os dados ficam registrados (por ex.: rádio, relógio, etc.). Seu grande diferencial é que ele pode substituir temporariamente a bateria como fonte de energia.

Outras vantagens do carregador Acctiva são a proteção eletrônica contra inversão de polaridade e sobrecarga térmica; desligamento de segurança; eletrônica segura e proteção contra corrente de curto-circuito. É indicado para carregamento ou manutenção de carga em baterias convencionais chumbo-ácido, cálcio/prata-chumbo ou baterias seladas (AGM, MF), bem como baterias chumbo-gel isentas de manutenção; indica o estado de carga da bateria através de gráfico de barras no visor e permite o carregamento de baterias profundamente descarregadas. Modelo pequeno com eletrônica de potência com comutação primária, possui um cabo especial. A bateria pode ser carregada no acendedor de cigarros e é baseado na Active Inverter Technology.

Sobre a Fronius

Há 60 anos, a Fronius pesquisa e desenvolve carregadores e, há 25 anos, conta com a revolucionária tecnologia Active Inverter. Sua matriz está localizada em Diadema (SP) e dispõe de representantes e parceiros em todo o Brasil.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/421943/visualizar/