Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Agronegócios
Segunda - 16 de Janeiro de 2017 às 08:37
Por: Diário de Cuiabá

    Imprimir


O Rally da Safra 2017, principal expedição técnica privada para monitoramento da safra de grãos no Brasil, vai a campo a partir do dia 16 de janeiro com a expectativa de encontrar lavouras de soja com boas produtividades. A estimativa pré-rally, a ser confirmada durante as visitas às lavouras, é de uma produção de 104,4 milhões de toneladas, volume 8,5% maior em relação à safra passada. A produtividade deve alcançar 51 sacas por hectare, o que significa um desempenho 5,9% maior sobre 2015/16. “Esperamos uma boa safra, principalmente em Mato Grosso, onde as condições climáticas estão melhores que no ano passado”, afirma André Pessôa, coordenador geral do Rally da Safra e diretor da Agroconsult, organizadora da expedição.

Assim como em anos anteriores, a influência do clima deve pautar o desenvolvimento das lavouras de soja. De maneira geral, a expectativa é de uma safra melhor em relação a 2015/16. Até o momento, os produtores têm reportado clima favorável e com grande potencial de recuperação de produtividades. Há chances de algumas regiões até surpreenderem quanto ao desempenho final. Porém, áreas que enfrentaram veranicos nos estados de Goiás, Minas Gerais e Bahia poderão ter o potencial produtivo afetado.

Segundo André Pessôa, está muito cedo para dizer que essas áreas apresentarão problemas, pois precisam de maior precipitação e talvez não atinjam o potencial de safra que todo produtor espera. Já o oeste do Paraná e sul do Mato Grosso do Sul enfrentaram dificuldades na implantação das lavouras devido à estiagem, mas a expectativa é de um bom potencial de colheita em função do desenvolvimento verificado até agora. O milho verão teve recuperação de área plantada e o clima favorável deverá favorecer o desempenho em relação à safra anterior.

Nesta edição do Rally da Safra 2017, os técnicos ampliarão a permanência no campo, ficando de janeiro a agosto entre o trabalho de levantamento nas lavouras e 15 eventos regionais com produtores do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Goiás, Bahia, Tocantins, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Serão oito equipes em campo para avaliar amostras de soja e três para verificar o milho segunda safra, em um total aproximado de 85 mil quilômetros percorridos.





Notícias Relacionadas


Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/422945/visualizar/