Repórter News - reporternews.com.br
Turismo
Segunda - 20 de Fevereiro de 2017 às 11:00
Por: Renata Menezes | Sedec-MT

    Imprimir


Tangará da Serra (a 240 quilômetros de Cuiabá) tem muitos atrativos e boa infraestrutura para atender quem deseja conhecer tanto as suas belezas naturais, como fazer negócios.

Com uma forte vocação para a o agronegócio, Tangará aos poucos foi atraindo novos investimentos e se fortalecendo, graças a um calendário de eventos diversificados que atrai muita gente o ano todo. Entre eles, estão a Exposição Agropecuária, Comercial e Industrial (Exposerra) realizada em setembro no Parque de Exposições da cidade com duração de uma semana e shows de grandes nomes da música nacional e o ‘Estradeiros da Serra’ que reúne mais de 500 apaixonados por motocicletas no mês de maio.

Estrutura

Atualmente, a cidade conta com 780 leitos de hotel espalhados em 20 empreendimentos, de acordo com informações da Prefeitura Municipal.

Entre eles uma unidade da rede Serras Hotel que está instalado há mais de 15 anos em Tangará e tem diárias a partir de R$ 170 para um casal. “É através dos eventos que acontecem na cidade que podemos manter o nosso hotel sempre movimentado. Apesar de termos diversos atrativos, ainda não somos destacados como pólo de turismo e sim de negócios. Mas, estes visitantes buscam conhecer a região e usufruir da nossa estrutura e assim vamos conseguindo consolidar o município também para o turismo de lazer”, explica o gerente do Serras Tangará, Anderson Martins.

Cachoeira e Aldeia do Formoso

Situada a 80 km da cidade, uma das mais belas cachoeiras do município de Tangará da Serra, a ‘Cachoeira do Formoso’ está localizada em área indígena junto à Aldeia do Formoso. Para ir ao local é necessário de autorização. Além de visitar a aldeia, conhecer os costumes indígenas e comprar o artesanato local, é possível tomar banho de cachoeira após fazer um rapel de 40m. Outras atividades possíveis são a flutuação no Rio Bonito e a visita a gruta sagrada dos índios Paresi.

Cachoeira Salto das Nuvens

A 25 km de distância de Tangará, a cachoeira é formada pelo Rio Sepotuba tendo logo após a queda uma praia natural de água doce. Possui estacionamento, telefone público, lanchonete, loja de souvenirs, restaurante, locação para shows e eventos, sala de jogos, redário, deck para pescaria, hospedagem para 22 pessoas (chalé e casas).

Salto Maciel

Localizada a 40 km da cidade, indo pela MT 358, a cachoeira é formada pelo Rio Sepotuba com seqüência de corredeiras entre rochas. Nela, o visitante pode tomar banho para contemplar a cachoeira e suas belezas naturais bem de perto. Visitação livre por tratar de uma área de preservação permanente.

Cachoeira Queima Pé

Uma das cachoeiras mais próximas ao centro da cidade (apenas a 6 km), possui 18 metros de altura e é possível tomar banho, fazer rapel guiado e cascading. (somente com reserva).

Casa de Rondon

Construída no ano de 1906, a casa era uma das bases telegráficas da Comissão Rondon, que saiu de Cuiabá e buscava chegar à cidade de Porto Velho abrindo linhas de comunicação na região Oeste do país. Este marco histórico localiza-se hoje junto ao Assentamento Antonio Conselheiro e faz parte da história de Tangará da Serra.

Pedra Solteira

Marco histórico que separa a cidade de Tangará da Serra do município de Nova Olímpia, situada na serra Tapirapuã. No local é possível a prática de escalada guiada.

Bosque Municipal

O parque natural Municipal Ilto Ferreira Coutinho, também conhecido como Bosque Municipal de Tangará da Serra, fica localizado na região central da cidade. Sua estrutura paisagística é formada basicamente por característica de floresta.

Cachoeira do Juba

Próxima à Gleba Triângulo, apresenta uma seqüência de cachoeiras formando um espetáculo sem igual. Também deste rio se encontram duas hidroelétricas - Juba I e II, as únicas na América do Sul com baixo índice de impacto ambiental. O mergulho é o esporte ideal para ser praticado no Rio Juba.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/423285/visualizar/