Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Ciência/Pesquisa
Sábado - 06 de Maio de 2017 às 11:47
Por: Veja.com

    Imprimir


O ucraniano Oleksandr Pielieshenko durante levantamento de peso nas Olimpíadas Rio 2016 (Goh Chai Hin/AFP)
O ucraniano Oleksandr Pielieshenko durante levantamento de peso nas Olimpíadas Rio 2016 (Goh Chai Hin/AFP)

Pesquisadores da Universidade de Keele, na Grã-Bretanha, e da Long Island University Brooklyn, nos Estados Unidos confirmaram cientificamente que xingar aumenta a força durante exercícios físicos. A descoberta foi anunciada nesta sexta-feira, na Conferência Anual da Sociedade Britânica de Psicologia, pelo psicólogo Richard Stephens, da Universidade de Keele. “Sabemos de nossas pesquisas anteriores que xingar torna as pessoas mais capazes de tolerar a dor. Seguindo essa linha, nós esperávamos que também tornaria as pessoas mais fortes”, disse Stephens.

Para confirmar a teoria, os pesquisadores mediram a intensidade com que 29 pessoas faziam um exercício de curta duração e alta intensidade na bicicleta ergométrica falando palavrões e o compararam com a mesma atividade feita sem xingamentos. Eles também fizeram um teste de Handgrip – aparelho que testa a força de pressão das mãos – com 52 participantes com e sem xingamentos. Em ambos os experimentos, a explosão e força era maior quando os indivíduos praguejavam.

Segundo o pesquisador, uma possível razão para esta melhora no desempenho seria que xingar estimula o sistema nervoso simpático do corpo – mecanismo responsável por fazer o coração bater mais rápido quando você está em perigo. “No entanto, a frequência cardíaca não foi significantemente diferente quando as pessoas fizeram os testes xingando. Então ainda temos que descobrir o mecanismo que faz com que falar palavrões deixa as pessoas mais fortes e tolerantes à dor”, afirmou Stephens.

Aparelho de handgrip utilizado para medir a força das mãos (//Divulgação)





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/424290/visualizar/