Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Ciência/Pesquisa
Quinta - 25 de Maio de 2017 às 20:17
Por: Rodrigo Maciel Meloni | Gcom-MT

    Imprimir


Maria Anffe - Gcom-MT

Após participar da abertura do seminário “A Força do Campo” na manhã desta quinta-feira (25.05), o governador Pedro Taques e o presidente do Banco Santander, Sérgio Rial, se reuniram para discutir o desenvolvimento de um Centro de Excelência Agrícola no estado de Mato Grosso. De acordo com o secretário Estadual de Fazenda (Sefaz), Gustavo de Oliveira, o Estado e o banco privado conversaram sobre a criação de um instituto que a princípio seria voltado para uma evolução tecnológica de alto nível.

“Contaríamos com a participação da Universidade de Mato Grosso (Unemat) e com apoio institucional do Banco Santander e de outras empresas ligadas ao agronegócio, focado especificamente no desenvolvimento tecnológico e de pesquisa de ponta para o setor agro”, destaca o titular da Sefaz.

Para o gestor, essa é a grande vocação do estado de Mato Grosso. “Essa é nossa grande vocação econômica, e os investimentos em pesquisa e desenvolvimento nessa área sem dúvida renderão muitos frutos econômicos para o estado”. Oliveira informa que a agenda será conduzida com a Unemat ainda este ano para que seja possível acelerar as tratativas para a implementação do centro.

A reunião entre os gestores dá continuidade ao trabalho iniciado uma semana antes, quando o governador visitou o estado de Iowa, nos Estados Unidos, para conhecer unidades de ensino superior que realizam trabalho semelhante ao que será implementado aqui.

Taques viajou na companhia da reitora da Unemat, Ana di Renzo, e de uma comitiva formada pelo secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ricardo Tomzcyk; a professora Zulema Netto Figueiredo (Unemat); Daniele Laurindo (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico - Sedec); Rita Chiletto (Assessoria Internacional); Marcela Gaiva (Assessoria Internacional); e o ex-prefeito de Lucas do Rio Verde e produtor rural, Otaviano Pivetta.

Na ocasião, o governador de MT verificou in loco o modelo de operação lá instalado, e como funciona a relação entre universidade e o setor privado. “No Brasil existem algumas experiências neste sentido, e talvez a mais notória delas seja o Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (COPPE), unidade da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)”, conclui Gustavo de Oliveira.

O COPPE coordena os programas de pós-graduação em engenharia da universidade, e é considerado o maior centro de ensino e pesquisa em engenharia da América Latina.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/424645/visualizar/