Repórter News - reporternews.com.br
Ciência/Pesquisa
Quarta - 31 de Maio de 2017 às 09:38
Por: Veja.com

    Imprimir


Quando aplicado sobre a ferida, os minúsculos polímeros presentes nas algas se espalham sobre a superfície do tecido e produzem coágulos, interrompendo o sangramento. (Vetigel/Divulgação)
Quando aplicado sobre a ferida, os minúsculos polímeros presentes nas algas se espalham sobre a superfície do tecido e produzem coágulos, interrompendo o sangramento. (Vetigel/Divulgação)

Cortes na pele, dependendo da profundidade, podem atingir outros tecidos e provocar sangramentos. Muitas vezes são necessárias suturas de emergência para contê-los. Pensando nisso, Joe Landolina, um jovem cientista de Nova York, nos Estados Unidos, criou um gel feito com algas marinhas capaz de estancar qualquer ferimento em apenas 12 segundos.

O produto foi criado pelo jovem norte-americano quando ele tinha apenas 17 anos e era estudante de engenharia química biomolecular na Universidade de Nova York. Atualmente, Landolina é cofundador e CEO da empresa de biotecnologia Suneris, que produz o gel. Quando aplicado sobre a ferida, os minúsculos polímeros presentes nas algas se espalham sobre a superfície do tecido e produzem coágulos, interrompendo o sangramento. Segundo o criador, o gel funciona como uma peça de Lego, encaixando-se no ferimento.


A tecnologia já foi autorizada para uso veterinário e continua sendo estudada para futuras aplicações e tratamentos em seres humanos. Veja abaixo um vídeo (em inglês) que mostra o funcionamento do gel.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/424735/visualizar/