Repórter News - reporternews.com.br
Policia MT
Quarta - 13 de Dezembro de 2017 às 15:15
Por: ronaldo pacheco/olhar direto

    Imprimir


Considerado aliado de primeira hora, o senador José Aparecido Cidinho Santos (PR) só vai sair candidato nas eleições de 2018 se for novamente companheiro de chapa de Blairo Maggi (PP) para o Senado da República. Ele afirmou que os boatos de que estaria articulando uma candidatura à Câmara dos Deputados ou Assembleia Legislativa de Mato Grosso, não passam disso: fofocas pré-eleitorais.

No exercício do mandato ininterrupto desde maio de 2016, ele já é figura conhecida no Congresso Nacional e na Esplanada dos Ministérios. “Confesso que não sei de onde tiram essas coisas [candidatura a deputado federal], porque jamais tratei desse assunto com ninguém. É excesso de criatividade ou falta de ocupação”, observou Cidinho Santos, em tom jocoso, ao lado de Maggi e do ex-prefeito Mauro Mendes, de Cuiabá, durante conversa com jornalistas.


Cidinho Santos afiançou que, nos últimos oito anos, construiu uma relação muito próxima com os deputados federais e os deputados estaduais. “Não seria justo nem correto eu entrar na disputa com eles. Por isso tomei a decisão: se o senador Blairo precisar da vaga [de primeiro suplente] para compor aliança, eu fico como colaborador e vou pedir votos do mesmo jeito”, afirmou ele, para a reportagem do Olhar Direto.

Muitos pedidos chegam a Maggi através de senador Cidinho. É que as pessoas que não conseguem falar com Blairo recorrer ao primeiro suplente, hoje no exercício do cargo de senador – com todas as prerrogativas constitucionais. “Tento fazer o meu trabalho da melhor forma possível. Todos sabem que o Blairo é muito ocupado e que raramente fica parado. Então, o que eu não posso resolvendo, ao menos tento encaminhar. Ou talvez somente para adiantar o assunto”, argumento José Aparecido.

Nos últimos sete anos, Cidinho Santos consolidou sua condição de homem de confiança de Maggi. Ele já era muito próximo desde o mandato de governador do Estado (2003-2010), quando foi prefeito de Nova Marilândia e presidente da Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM).

Na reeleição de Maggi, em 2006, Cidinho Santos e o então secretário executivo da AMM, Adjaime Souza Ramos, tiveram participação decisiva na conquista de prefeitos e vereadores, contribuindo para assegurar a vitória no primeiro turno.

Em abril de 2018, o ex-prefeito e ex-deputado Manoel Rodrigues Palma (PR) deve assumir o mandato no Senado. Ele é o segundo suplente da chapa de Blairo Maggi. “Não sabemos o que vai acontecer daqui até às eleições de 2018. Ele merece. Essa poderia ser uma oportunidade para ele, sim”, resumiu Cidinho Santos.

Sobre a possibilidade de Maggi disputar o governo de Mato Grosso, para o senador Cidinho, a hipótese não existe. “O Blairo hoje está gostando da atividade parlamentar e tem influência muito forte no Senado. E sua passagem pelo Ministério [da Agricultura e Pecuária] vai permitir que ele possa amadurecer vôos maiores”, complementou.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/426494/visualizar/