Repórter News - reporternews.com.br
Internacional
Sexta - 09 de Fevereiro de 2018 às 15:02
Por: Extra

    Imprimir


Uma pesquisa feita na Alemanha revelou que todo ano cerca de 100 pessoas morrem no país em decorrência de masturbação.

A principal causa apontada pelo legista Harald Voss é a falta de oxigenação no cérebro durante um perigoso ato conhecido como asfixia autoerótica, que consiste em deixar de respirar para aumentar a intensidade do orgasmo durante a masturbação, usando, por exemplo, saco plástico na cabeça ou corda apertada no pescoço. O jogo sombrio, muitas vezes, acaba em tragédia.

Voss acredita que o número de mortes ligadas à masturbação seja maior, contou o site "The Local". Segundo ele, vários incidentes não são relatados por causa da vergonha sentida por parentes do morto.

As vítimas variam de 13 a 79 anos, dos dois sexos. O número de mortos, entretanto, é maior entre homens. Voss afirmou acreditar que as mulheres sejam "mais cautelosas" durante asfixia autoerótica.

O ator americano David Carradine morreu em 2009, aos 72 anos, vítima de asfixia autoerótica, em um quarto de hotel em Bangcoc (Tailândia). Suspeita-se também que Michael Hutchence, vocalista da banda australiana INXS, tenha morrido da mesma maneira. O corpo nu do astro do rock foi achado num quarto de hotel, em Sydney (Austrália), com um cinto no pescoço, em 1997.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/427488/visualizar/