Repórter News - reporternews.com.br
Variedades
Domingo - 11 de Fevereiro de 2018 às 16:54
Por: G1

    Imprimir


Última escola a desfilar pelo Grupo Especial, a Unidos de Vila Maria enfrentou problemas de figurino. A saia de Laís Moreira, do primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, se soltou no meio da avenida.

A equipe de apoio do casal tentou prendê-la de volta, mas ela acabou precisando improvisar com um pano amarelo em volta do short preto que levava por baixo.

Ao G1, ela explicou que, na hora em que viu que tinha perdido a saia, ela decidiu seguir em frente em respeito ao parceiro e à comunidade.

"Então, seguir também faz parte, e cair também faz parte. Caímos, e se Deus quiser iremos nos reerguir", disse Laís.

Em entrevista à TV Globo, ela explicou que, depois de iniciado o desfile, percebeu que sua saia, que pesa vários quilos, simplesmente foi caindo.

"Avisei um amigo, assistente do carnavalesco, ele veio ajudar, e aí veio várias pessoas ajudar, e aí a saia foi caindo, caindo", contou ela, emocionada.

Problema na costura

"Infelizmente houve um problema técnico na costura", explicou um dos integrantes da equipe. "Não tira o brilho da porta-bandeira. Mas vai fazer o quê?"

O primeiro casal é quem defende o pavilhão (a bandeira) da escola perante os jurados. Após o problema, a diretoria da Vila Maria decidiu transferir o pavilhão para o segundo casal de mestre-sala e porta-bandeira.

Durante o desfile, Laís manteve a animação e foi muito aplaudida pelos espectadores na arquibancada. Porém, quando chegou à dispersão, a porta-bandeira não conseguiu segurar o choro, e saiu amparada por colegas da Vila Maria.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/427532/visualizar/