Repórter News - reporternews.com.br
Variedades
Quarta - 14 de Fevereiro de 2018 às 16:04
Por: Fabiana Mendes/olhardireto

    Imprimir


Foi após a construção do viaduto da Avenida Fernando Corrêa da Costa, que o Hoalas Sopran, 30 anos, resolveu reabrir o Babacão Lanches – e reviver Alexandre o Grande. Há quem pense que se trata de Alexandre Magno, rei da Macedônia, mas não. Trata-se de um lanche gigante que promete ser o maior de Rua, em Cuiabá.

O Babacão Lanches existe há 28 anos, e por muito tempo foi administrado por Jeremias. Hoalas morava nas proximidades e começou a frequentar quase que diariamente, até que se tornou amigo de Jeremias. Despretensioso, não podia imaginar que um dia iria ser o dono do Babacão.

O irmão de Hoalas foi quem comprou o pequeno trailer de Jeremias e depois de algum tempo acabou vendendo para outra pessoa. Mas no período de construção do viaduto na Av. Fernando Corrêa, os clientes sumiram e o Babacão deixou de existir. Hoalas não só comprou, mas recompôs o Babacão em um caminhão e reviveu 'Alexandre o Grande', e outros lanches que são homenagens aos antigos clientes de Jeremias.

Conforme Hoalas contou, o cardápio era imenso, com quase 50 lanches. Um cliente chegava e pedia determinado lanche com uma personalização. O lanche alterado acabava levando o nome do cliente.

“Ele fazia conforme a clientela. O professor Tatávio era um cliente dele. Rodrigo bundinha era músico. Eles eram clientes assíduos e pediam um lanche especifico. Para facilitar ele acabou colocando o nome do cardápio”, disse.

Com Alexandre o Grande não foi diferente. No entanto, a criação do nome foi além. Ainda na gestão de Jeremias, durante os anos 90, ele impôs um desafio: quem conseguisse comer dois X-tudo teria o lanche batizado pelo com seu nome.

O vencedor foi Alexandre, morador do bairro Boa Esperança, detentor de um porte físico "grande". Sozinho, conseguiu comer o lanche, que atualmente pesa cerca de 1,2 kg. Hoalas garante que vai praticamente tudo que dispõe no cardápio do Babacão, só que em dobro. Tudo isso por apenas R$ 42.

Atualmente, o desafio não existe. Mas muitos procuram o Babacão para conhecer o “mito”.

“A galera vai sempre para conhecer. É muito raro alguém que coma. Mas existe. Tem gente que acha que só os gordinhos que comem, mas não é. Geralmente é esportista, cara que vai para academia, sai e detona. Sempre é alguém que praticou uma atividade muito intensa e fica com muita fome”,

Serviço

Todos os dias o caminhão do Babacão Lanches estaciona na Av. Fernando Corrêa, em frente à Peugeot e Kia e atende das 19h30 à 1h30. Nos fins de semana até às 6h da manhã.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/427597/visualizar/