Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Domingo - 04 de Março de 2018 às 21:35
Por: G1

    Imprimir


Peixe é um elemento tradicional da culinária cuiabana, reconhecida, nacionalmente. Mas, nesta época do ano, em que os católicos celebram a quaresma, em todo o estado, a busca pelo produto aumenta.

De acordo com o feirante Sebastião Silva, do Mercado do Porto, o aumento chega a 50%.

“Quanto mais próximo da quaresma, mais aumenta a procura. O valor sobe e fica difícil encontrar peixe porque todo mundo quer comprar”, disse Sebastião.

Pintado e pacu são as espécies mais procuradas, mas os peixes de tanque também se tornaram uma alternativa, nos últimos anos.

Segundo a Associação de Aquicultores de Mato Grosso (Aquamat), Mato Grosso é o quarto maior produtor de peixe do país. E a cada ano, a projeção do setor aumenta.

“Mato Grosso produziu 62 mil toneladas de pescado, em 2017”, reforçou Daniel Costa, presidente da Aquamat.

Os preços variam de acordo com a espécie e com o tamanho da peça. Mas, o peixe inteiro pode custar até R$ 150.

Peixe Santo

Nos dias 19 e 20 de março, a Prefeitura de Cuiabá abrirá as inscrições para os interessados em participar do projeto “Peixe Santo”, que este ano, acontecerá nos dias 28, 29 e 30 de março.

Serão 30 pontos de vendas de peixe, em vários bairros da cidade.

Atualmente, mais de 100 vendedores estão cadastrados no projeto, que está na 27ª edição.

Os valores já foram estabelecidos e vão variar de R$ 12,50, para o quilo de peixe com espinhas, R$ 14 para o quilo do peixe limpo e sem espinha. Os chamados, peixes de couro, como o Pintado, vai custar R$ 19, por quilo.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/428002/visualizar/