Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Sábado - 12 de Maio de 2018 às 18:02
Por: Da Assessoria

    Imprimir


O Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso (MPT-MT) promove, no dia 18 de maio, das 8h às 11h, no auditório da Fetagri-MT, em Várzea Grande, o evento ‘A reforma trabalhista, o MPT e as entidades sindicais’. Na ocasião, será realizado debate sobre as alterações promovidas pela Reforma Trabalhista, com a participação do juiz do Trabalho Lamartino França de Oliveira, do auditor fiscal do Trabalho Daniel Magalhães, do presidente da Comissão de Direito Sindical da OAB-MT, Diego Fernando Oliveira, além de representantes de entidades sindicais patronais e obreiras.

O evento será conduzido pelo representante regional da Coordenadoria Nacional de Promoção da Liberdade Sindical (Conalis) do MPT, Elcimar Reis Bitencourt, e marcará a campanha ‘Maio Lilás’ no estado. O procurador ministrará a palestra ‘O MPT e a Liberdade Sindical’ e fará, durante a cerimônia, o lançamento do vídeo institucional ‘Conquiste Direitos com União e Participação’ e da nova edição da Revista MPT em Quadrinhos sobre o tema.

Na programação está prevista, ainda, a palestra ‘Agrotóxicos e Medidas de Proteção’, com o procurador do Trabalho Bruno Choairy.

Veja aqui a programação completa: http://prt23.mpt.mp.br/images/maiolilas_lancamento_programacao_1.png

Maio Lilás

Neste mês de maio, diversas atividades serão realizadas para discutir a importância da liberdade sindical e a participação dos trabalhadores e trabalhadoras na promoção da defesa dos seus direitos. As ações da campanha incluem debates, exposições, distribuição de material alusivo ao tema, iluminação de prédios públicos, entre outras atividades promovidas pela Procuradoria Geral do Trabalho (PGT) e pelas Procuradorias Regionais do Trabalho (PRT).

Para o coordenador regional da Conalis, procurador Elcimar Reis Bitencourt, é fundamental criar espaços para debater a atuação dos sindicatos, especialmente após a sanção da Lei 13.467/2017, a lei da Reforma Trabalhista.

A cor lilás é uma homenagem às 129 mulheres trabalhadoras que foram trancadas e queimadas vivas em um incêndio criminoso numa fábrica de tecidos, em Nova Iorque (EUA), em 8 de março de 1857, por reivindicarem um salário justo e redução da jornada de trabalho. No momento do incêndio, era confeccionado um tecido de cor lilás.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/428646/visualizar/