Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Quinta - 24 de Maio de 2018 às 10:30
Por: Wesley Santiago/Da Reportagem Local - Vinícius Mendes/Olhar Direto

    Imprimir


Vinícius Mendes/Olhar Direto

O bloqueio de 25 pontos em rodovias federais de Mato Grosso, causado pela greve dos caminhoneiros, começou a gerar ‘pânico’ na população e já provocou diversas filas em postos de Cuiabá. Na manhã desta quinta-feira (24), diversos estabelecimentos da capital mato-grossenses registraram filas para o abastecimento. Segundo o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis de Mato Grosso (Sindipetróleo), em algumas unidades o estoque pode acabar ainda hoje.

Em um posto na avenida Ipiranga, em Cuiabá, os funcionários explicaram à reportagem que as filas se formaram desde cedo. Porém, não souberam informar a situação da reserva de combustível que ainda tem.

“A coisa está feia. Temos que abastecer, mas se continuar assim, não tem jeito. A nossa situação é complicada. Essa fila só fica quando o álcool está barato. Vou completar o tanque para não ter problemas para trabalhar. A tendência é que acabe o combustível”, disse o taxista Agemiro Valentim de Souza, 61 anos, que trabalha há 35 anos no setor.

Em um dos pontos de bloqueio, na Rodovia dos Imigrantes, os manifestantes disseram à reportagem que o movimento tem sido tranquilo. Na manhã de hoje, um caminhoneiro tentou furar o bloqueio. Porém, agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) acalmaram os ânimos. Por fim, disseram que estão fazendo tudo corretamente e com tranquilidade.

Os caminhoneiros estão passando dia e noite nos pontos de bloqueio. A comida e água que recebem, são de doações. Além disto, acrescentaram que só pretendem desmobilizar o movimento quando o problema for resolvido.

Na manhã desta quarta-feira, o presidente Michel Temer se reuniu com ministros para discutir a greve dos caminhoneiros, que acontece em todo o país. A conversa ocorre no dia seguinte ao anúncio da Petrobras de redução de 10% no valor do diesel nas refinarias por 15 dias. Com esta decisão, o governo espera conseguir negociar com o movimento dos caminhoneiros, que se queixam do preço final do diesel.

Em razão da greve dos caminhoneiros que paralisaram o transporte e o consequente bloqueio nas bases de distribuição, o abastecimento nos postos está comprometido. Com a falta de produto em alguns estabelecimentos, os usuários passam a procurar outros. Além disto, o medo de que acabe o combustível também aumenta a demanda, o que pode esgotar todas as reservas dos postos.

Em Sorriso, por exemplo, há um posto com fila de veículos e o abastecimento só vai durar por mais uma hora. Em muitos estabelecimentos no interior há apenas óleo diesel nos tanques. Há confirmações de postos sem produtos em Tapurah, Primavera do Leste, Nova Xavantina, Diamantino e Juína.

A mobilização foi proposta pela Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) e iniciou na manhã desta segunda-feira (21). Em razão dos pesados impostos e do baixo valor dos fretes, a categoria afirma que enfrenta uma grave crise e articula ações em todo o país para evidenciar o descontentamento com a atual política econômica. A PRF mantêm o diálogo com os caminhoneiros.

Orientação

Por ordem da Direção Geral da PRF, a Superintendência Regional no Mato Grosso determinou que as equipes orientem que os manifestantes retirem os veículos que estão sob a rodovia a fim de evitar acidentes e garantir a fluidez no trânsito dos veículos de passeio, de emergência, ônibus e os com cargas perecíveis e vivas que tem livre circulação nos pontos de bloqueio.

Os caminhoneiros, de forma pacífica, tem acatado as orientações dos policiais rodoviários federais e os veículos então passam a ocupar às margens das BRs. No km 564 da BR-154, em Água Boa e no km 882 da BR-364, em Campo Novo do Parecis, já não há veículos sob a pista. A intervenção será feita nos demais pontos de manifestação.

Pontos de concentração de caminhoneiros nas rodovias do Mato Grosso

1. BR-070, km 504, em Cuiabá
2. BR-364, km 398, em Cuiabá
3. BR-364, km 200, em Rondonópolis
4. BR-163, km 119, em Rondonópolis
5. Br-364. Km 613, em Diamantino
6. BR-163, km 593, em Nova Mutum
7. BR-070, km 276, em Primavera do Leste
8. BR-070, km 282, em Primavera do Leste
9. BR-070, km 376, em Campo Verde
10. BR-070, km 383, em Campo Verde
11. BR-163, km 691, em Lucas do Rio Verde
12. BR-163, km 821, em Sinop
13. BR-163, km 746, em Sorriso
14. BR-163, km 1065, em Guarantã do Norte
15. BR-174, km 288, em Pontes e Lacerda
16. BR-364, km 1191, em Campos de Júlio
17. BR-364, km 1120, em Sapezal
18. BR-174, km 488, em Comodoro
19. BR-070, km 005, em Barra do Garças
20. BR-070, km 008, em Barra do Garças
21. BR-158, km 564, em Água Boa
22. BR-364, km 878, em Campo Novo do Parecis
23. BR 158, km 130, em Confresa
24. BR-070, km 735, em Cáceres
25. BR-163, km 750, em Sorriso





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/428674/visualizar/