Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Quinta - 26 de Julho de 2018 às 17:51
Por: Da Assessoria

    Imprimir


Representantes de empresas do setor da indústria e comércio de Mato Grosso participaram de uma reunião nesta quinta-feira (26.07), no Palácio Paiaguás, para reforçar o pedido de prorrogação do prazo de negociação de dívidas pelo Programa de Recuperação de Créditos do Estado de Mato Grosso (Refis).

O Governo do Estado havia prorrogado o prazo para o dia 31 de julho, mas devido a uma liminar do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a medida foi suspensa. A Procuradoria Geral do Estado (PGE), já entrou com recurso para reverter a decisão.

“É preciso entender que neste processo o Estado não está fazendo nenhum favor para aquele que deseja continuar com a sua atividade econômica, e isso é muito importante, porque o Estado arrecada, o contribuinte continua na sua atividade gerando emprego e renda, fazendo com que o Estado tenha menos dificuldades”, pontuou o presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Mato Grosso (FCDL), Paulo Gasparoto.

O presidente do Sistema Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt), Jandir Milan, avalia que a prorrogação é extremamente necessária, pois pode evitar o alto índice de inadimplência.

“Mediante a crise, várias empresas não conseguiram pagar seus impostos no prazo que deveriam ter pagado. O Refis é uma forma de conseguir estar adimplente com o Estado, fazendo o parcelamento do débito. Entendo que tem que ser renovado, mesmo no período eleitoral”, afirmou Milan.

Ainda segundo ele, a dificuldade na renovação destas dívidas impacta diretamente no funcionamento das empresas.

“Quando uma empresa está adimplente fica impedido de fazer o comércio, emitir notas e transportar produtos. O nosso intuito é justamente evitar isso”, finalizou.

Também acompanharam a reunião os secretários de estado de Fazenda, Rogério Gallo, de Desenvolvimento Econômico, Leopoldo Mendonça e Procuradoria Geral, Gabriela Novis Neves.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/428805/visualizar/