Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Cultura
Quinta - 27 de Setembro de 2018 às 11:16
Por: Isabela Mercuri/Olhar Direto

    Imprimir


Caminhão-cinema
Caminhão-cinema

O documentário ‘Quilombo Mata Cavalo’ será lançado no próximo sábado (29), às 19h, na Comunidade Mutuca, no município de Nossa Senhora do Livramento, em Mato Grosso. Selecionada pelo projeto ‘Revelando os Brasis’, a obra vai, ainda, para diversas cidades do país a bordo de um caminhão-cinema.

O filme foi realizado pelo diretor Jurandir Antônio Nunes do Amaral, que nasceu em Cuiabá, e cresceu em um ambiente urbano até os 18 anos de idade, quando decidiu viver na região do Quilombo Mata Cavalo, onde se dedicou a reencontrar suas origens familiares.

O contato de Jurandir com seus antepassados lhe despertou a necessidade e o desejo de resgatar a história e a herança negra. Começou a atuar no movimento quilombola, cujas bandeiras envolvem a luta pela demarcação e a regularização das terras e por melhores condições de moradia e de trabalho nas áreas onde vivem as comunidades. Como trabalhador autônomo, desenvolve atividades de eletricista, artesão e, principalmente, agroextrativista.

‘Revelando os Brasis’ é um projeto realizado pelo Instituto Marlin Azul, com patrocínio da Petrobrás, que tem por objetivo democratizar o acesso aos meios de produção audiovisual e oferecer aos moradores de cidades pequenas a possibilidade de contar suas histórias. Por isso, só podem se inscrever pessoas de cidades com menos de vinte mil habitantes.

No Quilombo Mata Cavalo, quilombolas distribuídos em seis comunidades resistem para preservar seus traços culturais, manter a integração comunitária e conquistar a regularização das terras herdadas de seus ancestrais. Iniciada em 22 de agosto, a caravana de cinema seguirá até o dia 11 de outubro por ruas e praças de doze estados, para exibir em sessões abertas e gratuitas as ficções e documentários feitos por moradores de pequenas cidades com até 20 mil habitantes.

De acordo com a assessoria, os 15 filmes de curta-metragem foram produzidos pelo projeto a partir de histórias reais ou inventadas, contadas e dirigidas por moradores das próprias comunidades.

O caminhão-cinema que se transforma para a projeção é equipado com uma tela de seis metros de altura, projetores, sistema de sonorização e 200 cadeiras para acomodar os espectadores. Ao longo de 51 dias, a caravana vai para Vargem Alta e Laranja da Terra (ES), Urucuia e Barroso (MG), Lençóis e São José do Jacuípe (BA), Quebrangulo (AL), São Domingos do Cariri (PB), Icapuí (CE), Bom Jesus do Tocantins (PA), Arraias (TO), Nossa Senhora do Livramento (MT), Guarujá do Sul (SC), Antônio Prado (RS) e Águas de Lindóia (SP). Também recebem a mostra os municípios de Linhares (Vila de Regência) e São Mateus, no Espírito Santo.

A sexta edição do ‘Revelando Brasis’ apresenta oito documentários, seis ficções e um filme que mistura os dois gêneros. Além da obra produzida na cidade, cada sessão inclui a exibição de uma seleção de filmes feitos em outros municípios, totalizando uma programação de uma hora e meia de duração.

Mata Cavalo

Localizado numa região marcada ao longo de décadas pela luta e resistência negra, o Quilombo Mata Cavalo tem cerca de 15 mil hectares de extensão e reúne seis comunidades: Mato Cavalo de Cima, Mato Cavalo de Baixo, Aguaçú, Capim Verde, Mutuca e Ponto da Estiva. O documentário aborda aspectos da luta dos quilombolas pelo reconhecimento das terras.

"O filme retrata um pouco da história do nosso povo negro, do nosso quilombo. É muito importante como base para documentários futuros. Infelizmente, os mais velhos estão indo embora e até hoje não houve a legalização das terras quilombolas", destaca Jurandir. Para o diretor, os mais novos podem se apegar ao filme como um relato contado pelos próprios quilombolas para dar prosseguimento à luta.

Revelando os Brasis

Criado em 2004, o Revelando os Brasis tem por objetivo promover a inclusão e a formação audiovisuais através do estímulo à produção de filmes. O projeto promove processos de iniciação audiovisual, oferecendo aos moradores das pequenas cidades a possibilidade de contar as suas próprias histórias por meio de filmes que retratem o seu universo simbólico.

O Revelando os Brasis é desenvolvido nas etapas de formação, produção e difusão. Na primeira fase é realizado o Concurso Nacional de Histórias direcionado aos moradores de cidades com até 20 mil habitantes. A última edição bateu o recorde de inscrições: foram recebidas 951 histórias de todos os cantos do país. Dos 5.568 municípios brasileiros, 3.924 têm até 20 mil habitantes, de acordo com dados do IBGE (2010).

Na segunda fase, é realizada a Oficina de Realização Audiovisual, no Rio de Janeiro, quando os autores das histórias selecionadas aprendem, com a orientação de profissionais renomados do cinema, todas as etapas de realização de um filme, incluindo aulas de roteiro, produção, direção, som, fotografia, direção de arte, edição, comunicação e mobilização comunitária.

Na terceira fase, os autores retornam às suas cidades para a filmagem, com recursos e o acompanhamento técnico do projeto. Por meio de um processo de mobilização, familiares, vizinhos, amigos e artistas locais são estimulados a integrar as equipes, desempenhando funções artísticas, técnicas e de apoio. Após a gravação, os diretores seguem para a edição das obras.

A quarta fase é marcada pelo Circuito Nacional de Exibição. As obras são apresentadas em sessões abertas e gratuitas nas cidades selecionadas. Para completar o processo de difusão, todas os filmes, reunidos em um box de DVDs contendo ainda o makingof do projeto, são distribuídos para bibliotecas, escolas públicas, universidades, pontos de culturas, instituições públicas e cineclubes ligados à educação e à cultura de todo o Brasil.

Os filmes são, ainda, exibidos em mostras e festivais nacionais e internacionais. Desde a criação do projeto, há quatorze anos, foram realizadas 195 obras audiovisuais dirigidas por moradores de pequenas cidades.

Serviço

Revelando os Brasis Ano VI
Circuito Nacional de Exibição
Lançamento do filme Quilombo Mata Cavalo
Data: 29 de setembro (sábado)
Local: Comunidade Mutuca, Quilombo Mata Cavalo – Nossa Senhora do Livramento (MT)
Horário: 19 horas





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/428913/visualizar/