Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Quinta - 07 de Fevereiro de 2019 às 18:08
Por: Stephanie Romero/Da Assessoria

    Imprimir


Com o objetivo de fortalecer o segmento hoteleiro no Estado, os representantes da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso (Fecomércio-MT), o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac-MT) e a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Mato Grosso (ABIH-MT) assinaram nesta quinta-feira (07), um protocolo de intenções.

No documento está firmado o cronograma de cursos e treinamentos que o Senac-MT vai oferecer a partir de maio, para capacitar os profissionais que atuam no setor hoteleiro.

De acordo com o vice-presidente da Fecomércio-MT, Manoel Procópio a medida faz parte do plano de ação da nova gestão que assumiu a entidade representativa em 2018.

“Uma das missões da atual diretoria é aproximar a classe empresarial da Federação. Então por meio de uma de nossas entidades, que é a maior escola de qualificação do varejo, o Senac-MT estamos realizando esta parceria para qualificar a mão de obra do setor hoteleiro”, afirma.

Manoel ressalta que o segmento do turismo é importante para o desenvolvimento econômico de Mato Grosso.

“Cada passageiro que desembarca em nosso aeroporto beneficia mais de vinte pessoas com renda e trabalho durante a estadia em nossa cidade. É importante que os colaboradores que atuam na setor estejam qualificados para receber os turistas”, conclui.

A diretora geral do Senac-MT, Eliana Salomão explica que o público-alvo do curso são Profissionais que atuam no segmento hoteleiro, entre eles: gerentes, garçons, camareiras, recepcionistas, cozinheiros e auxiliares.

“A princípio vamos começar com curso de boas práticas, com duração de 40 horas, onde o conteúdo é abordado desde a foram de atender o hóspede, até como realizar a limpeza do estabelecimento”, disse a diretora geral.

A novidade do programa de qualificação é o curso de libras que visa garantir a acessibilidade e inclusão social dos turistas que possuem deficiência.

Para Jack Abboudi, presidente da ABIH-MT, a pior fase da crise econômica que afetou o setor hoteleiro já passou, ele apresentou os dados do Ministério do Turismo onde apontam que entre 2017 e 2018 o segmento cresceu em torno de 18% em Mato Grosso.

“Em Cuiabá e Várzea Grande existem disponíveis 13 mil leitos disponíveis e aproximadamente 100 estabelecimentos de hospedagem. Para atender a demanda, e fomentar para que ela continue avançando é por meio do bom atendimento. Por isso precisamos levar esses cursos para os colaboradores que estão no mercado de trabalho”, analisa Abboudi.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/430288/visualizar/