Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Quinta - 25 de Abril de 2019 às 09:11
Por: Vinícius Lemos/RD News

    Imprimir


Acima, prints do vídeo postado por Paulo, que viralizou nas redes sociais em Mato Grosso
Acima, prints do vídeo postado por Paulo, que viralizou nas redes sociais em Mato Grosso

Um rapaz, identificado como Paulo, foi demitido na noite de terça (23) após ter gravado vídeos ironizando currículos recebidos em uma empresa de Cuiabá. As publicações do jovem, que era coordenador de serviços, viralizaram nas redes sociais. Ele foi duramente criticado por internautas e logo foi dispensado pelo local em que trabalhava.

Nos stories – ferramenta que disponibiliza vídeos no Instagram por até 24 horas –, Paulo comentou, na tarde de terça, que havia anunciado vagas de emprego na Avante Energia, que oferece serviços de instalações elétricas, em Cuiabá, onde trabalhava.

Logo depois do anúncio, o rapaz disse, nos vídeos publicados no Instagram, que passou a receber centenas de currículos no e-mail e também no WhatsApp. Ele filmou alguns dos documentos que recebeu. “Não tem meia hora e olha o tanto de currículo que já recebi”, disse, mostrando a tela do computador. “Recebi até de uma pessoa que eu odeio”, afirmou.

Na sequência de vídeos, que totalizou mais de cinco minutos, Paulo comenta sobre os currículos de pessoas que haviam ficado pouco tempo em serviços anteriores. “Quando a gente vê que a pessoa muda muito de emprego, ninguém contrata”, declarou - assista, abaixo.

Em certo momento dos vídeos, ele começou a sortear currículos. “Olha que maravilha, tanta gente desempregada. Ter eu como chefe é um privilégio. Estou me sentindo Silvio Santos na Tele Sena", afirmou. “Brincadeiras à parte, dá um mal-estar ver o desespero das pessoas por um emprego”.

Ainda nas publicações no Instagram, ele deu dicas sobre como as pessoas devem se comportar em uma entrevista de emprego. “Faço muitas seleções, já fui treinado, faço curso pago pela empresa para seleção de currículos”, justificou.

O coordenador de serviços, que disse que ainda não tem uma graduação, afirmou que deixaria de avaliar 100 currículos, por vontade própria. “As pessoas não vão me perdoar, mas Deus vai, porque já estou apagando os currículos”, declarou.

“Essa moça já havia mandado currículo lá em cima e mandou vários outros depois. Aí peguei ranço, não quero mais”, falou, sobre uma candidata que, segundo ele, foi desclassificada.

Logo que ele publicou os vídeos, internautas passaram a compartilhar os registros nas redes sociais e Paulo foi duramente criticado. Muitas pessoas afirmaram que o jovem teve postura inadequada, ao fazer chacota com quem estava em busca de um trabalho.

Rapaz se defendeu

No período da noite, Paulo publicou um vídeo em seu perfil no Facebook – ele deletou todas as redes sociais posteriormente – e se desculpou pelos comentários que havia feito mais cedo.

“Fiz algumas brincadeiras e comentários idiotas, imbecis e irrelevantes. Cheguei na faculdade e vi que meu Instagram e Facebook estavam cheios de mensagens ofensivas. Quero deixar claro que estou muito arrependido de tudo o que falei e quero pedir desculpas a todas as pessoas expostas nesses vídeos. Quero pedir desculpas também a todos que viram e se sentiram ofendidos com as besteiras que eu disse”, afirmou.

Ele argumentou que vem passando por período complicado na vida pessoal. “Não estou muito bem de saúde. Estou tomando remédios para ansiedade e alteração de humor. Não justificando a besteira que fiz, porque não tem justificativa”, declarou.

Estou tomando remédios para ansiedade e alteração de humor. Não justificando a besteira que fiz, porque não tem justificativa

Diz o rapaz ao pedir desculpas

O rapaz assegurou que analisou todos os currículos enviados e selecionou os melhores. “Meu intuito nesses vídeos foi ajudar pessoas que estão em busca de emprego. Recebi uns 800 currículos e isso me pegou de surpresa, porque não esperava”, afirmou. O não conseguiu localizar o rapaz, mas o espaço segue aberto caso Paulo queira comentar a situação.

Empresa demitiu funcionário

Proprietário da Avante Energia e Serviços, o empresário Flávio Marques disse ao que demitiu o rapaz logo que soube dos vídeos. “Ele me ligou, na noite de terça, para me informar sobre o caso e falou que foi um lapso. Eu o dispensei sumariamente no mesmo momento”, afirmou.

“Ele não tinha nenhuma autorização para gravar aqueles vídeos. O único papel dele era recolher e imprimir currículos. O processo de seleção não era feito por ele, é pelo setor de Recursos Humanos”, explicou.

Por meio de nota, a empresa informou que não compactua com a atitude de Paulo. “A empresa através do seu representante legal, informa que não tolera atitudes de quebra de sigilo das informações e não tem a prática de utilizar redes sociais. Mediante ao exposto, informamos que o responsável pela divulgação do vídeo não faz mais parte do nosso quadro de colaboradores”, disse trecho do comunicado da Avante.

Abaixo, a nota da empresa

  • A Empresa Avante Energia e Serviços vem por meio desta se pronunciar sobre um vídeo particular de um ex-colaborador postado em sua rede social.
    Não compactuamos com a atitude tomada pelo ex-colaborador que usou sua rede social particular postando vídeos e fotos sem autorização da empresa.
    A empresa Avante através do seu representante legal informa que não tolera atitudes de quebra de sigilo das informações e não tem a prática de utilizar redes sociais, mediante ao exposto informamos que o responsável pela divulgação do vídeo não faz mais parte do nosso quadro de colaboradores.




Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/431284/visualizar/