Repórter News - reporternews.com.br
Judiciário e Ministério Público
Sexta - 03 de Maio de 2019 às 11:14
Por: Por G1 MT

    Imprimir


Mutirão tem como o objetivo a celeridade nos processos de adoção — Foto: TJMT/Divulgação
Mutirão tem como o objetivo a celeridade nos processos de adoção — Foto: TJMT/Divulgação

Uma campanha para acelerar processos de adoção de crianças e adolescentes está sendo feita neste mês pela Corregedoria-Geral da Justiça de Mato Grosso. A ação é realizada entre os dias 2 a 31, e envolve as 79 Comarcas do estado.

O mutirão tem como o objetivo a celeridade nos processos de adoção. Existem 346 processos em andamento. São 258 de destituição do poder familiar e 920 relacionados à suspensão e ou perda do poder. Para habilitação à adoção, há 505 em pedidos.

De acordo com Lindacir Rocha Bernadon, presidente da Associação Mato-grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (Ampara), o maior desafio no processo de adoção é a condição da criança e adolescente, devido à idade, grupos de irmãos e portadores de deficiências e doenças crônicas.

Para Lindacir, a legislação carece ser aperfeiçoada e infelizmente ainda se valoriza excessivamente a origem biológica em detrimento do afeto. "Perde-se muito tempo em busca da família extensa e enquanto isso a criança sofre em instituições de acolhimento e perdem a oportunidade de afeto, o que é imprescindível para o desenvolvimento delas’’, relatou.

Dados

De acordo com os números divulgados pela Comissão Estadual Judiciária de Adoção (Ceja) existem 948 pessoas interessadas e habilitadas para adotar. Nas 81 instituições espalhadas pelo estado tem 569 crianças e adolescentes e 75 delas estão disponíveis para adoção.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/431435/visualizar/