Repórter News - reporternews.com.br
Agronegócios
Quinta - 09 de Maio de 2019 às 16:19
Por: Da Assessoria

    Imprimir


Com a proposta de ampliar o conhecimento a respeito da marca Nelore, que representa mais de 80% do rebanho mato-grossense de 30 milhões de animais, o maior do país, as Associações dos Criadores Nelore do Brasil (ACNB) e de Mato Grosso (Nelore MT) participam, entre esta quinta e sexta-feira (9 e 10), no Cenarium Rural, em Cuiabá, do evento AcriCorte 2019.

Para o presidente da ACNMT, Breno Molina, que é pecuarista na região de Poconé, a troca de informações entre os integrantes da cadeia produtiva da carne é fundamental para planejar o futuro da atividade em Mato Grosso. Ele frisa que a produção vem sendo impactada ao longo dos últimos 10 anos pela falta de logística, pesada carga tributária e crise econômica.

Atualmente são 100 mil produtores no Estado, dos quais 80% deles possuem até 290 cabeças, ou seja, são pequenos produtores que estão com sua atividade em declínio. “Não temos qualquer aumento no valor da arroba comercializada faz muito tempo, em contrapartida, temos tido reajustes constantes em todos os encargos que envolvem a produção, sejam trabalhistas ou de insumos”.

O gerente executivo da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB), Andre Locateli, avalia como uma oportunidade ímpar de reunir todos os elos da cadeia e disseminar mais informações e tecnologias. “Vivemos um momento de evolução contínua e Mato Grosso é fundamental nesse processo, por ser o maior produtor e ter maior possibilidade de expansão. E a pecuária Nelore é muito forte no Brasil porque produz carne de qualidade, com animais fortes, resistentes e uma criação em harmonia com a natureza e o bem-estar animal”.

Também participaram da abertura da AcriCorte 2019 a presidente em exercício da Assembleia Legislativa, Janaina Riva, que avalia como positivo o exemplo de Mato Grosso em produção aliada à sustentabilidade e se coloca à disposição dos produtores nas políticas que promovam excelência na produção da carne. Já o governador Mauro Mendes, que é oriundo da iniciativa privada, diz estar trabalhando em prol da eficiência na utilização dos recursos públicos.

“Mato Grosso cresceu 342% nos últimos 15 anos, o maior do país, em contrapartida, teve um aumento de 678% na folha de pagamento de todos os poderes. Se durante o governo [Blairo] Maggi o ICMS sozinho pagava toda a folha e sobrava, em 2018, não deu para pagar metade da folha e com isso, o Fethab acabou sendo utilizado para cobrir outras despesas e deixou de ser aplicado na sua função primordial, que é a logística”. Mendes afirma estar comprometido com o reequilíbrio das contas, combate à ineficiência da máquina pública e melhoria na infraestrutura estadual.

Entre os representantes de entidade presentes estiveram o anfitrião, Marco Tulio Duarte Soares, presidente da Acrimat; Guilherme Nolasco, presidente do Imac (Instituto Mato-Grossense da Carne); Marcos da Rosa, presidente em exercício do Sistema Famato (Federação da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), além de secretários estaduais e municipais da área de agricultura e economia e mais de 30 empresas e instituições parceiras, como Associação dos Produtores de Sementes de Mato Grosso (Aprosmat), Unipasto e União Nacional do Etanol de Milho (Unem).

Ajuste fiscal é prioridade

O evento, que é uma realização da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) contou, na manhã desta quinta-feira (9), com a palestra de abertura do jornalista e economista Ricardo Amorim, que fez uma breve análise do cenário político brasileiro. “O Brasil há alguns anos gasta muito mais do que arrecada, a exemplo do que acontece hoje em Mato Grosso, e precisamos urgentemente aprovar a Reforma da Previdência para resgatar o equilíbrio fiscal e voltar a crescer”.

Amorim se mostrou otimista com o cenário agropecuário em razão do acesso crescente das populações mundiais mais pobres à renda, o que elevará muito mais o consumo de alimentos e, principalmente, da proteína animal, com destaque para a carne. Mas ele alertou que é importante não esperar a crise passar para buscar oportunidades. “Qual é a situação do seu negócio hoje? Está investindo em novas tecnologias? Pode não parecer, mas, este é o melhor momento, pois os senhores estão no lugar certo, no momento certo e no setor certo”.

Serviço

O AcriCorte está sendo realizado no Cenarium Rural, que fica na Av. Dr. Hélio Hermínio Ribeiro Torquato da Silva, Centro Político Administrativo, na capital, ao lado da Assembleia Legislativa. Confira programação completa no site da Acrimat: http://bit.ly/2Ubc5Hr. Chegando no evento, visite o estande da Nelore-MT.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/431545/visualizar/