Repórter News - reporternews.com.br
Cultura
Terça - 04 de Junho de 2019 às 10:26
Por: Da Assessoria/Malu Sousa

    Imprimir


O grupo Flor Ribeirinha São Gonçalo Beira Rio, realizará uma turnê pela Europa, no período de 5 de junho a 5 de agosto, passando pelos países Bélgica, Holanda, França e Alemanha. O grupo participará de diversos festivais de folclore, entre eles, o Festival Mondial de Folklore de la Ville de Saint Ghislain na Bélgica. O evento reúne anualmente companhias de dança de vários países. Ainda na Bélgica, o grupo estará no Festival de Izegem e tambem no Festival Meiboom.

Outro importante festival será na Holanda, o grupo participará do Festival OpRoakeldais, considerado o maior festival Holandês. Em seguida, o Flor Ribeirinha se apresentará na França, em festivais de Anor, Issoire e Alençon. A última etapa da viagem será na Alemanha, onde o grupo atuará em Neustadt, onde ocorrerá a 30ª edição do Festival Europeu de Folclore. Este festival é dos mais tradicionais, criado em 1951.

Esta será a maior turnê realizada por um grupo brasileiro nos últimos anos. A programação integra as comemorações de 20 anos de atividades da Federação Brasileira de Artes Populares/FEBRARP, entidade que promove o intercâmbio cultural dos grupos brasileiros.

Conforme, Jeferson Guimarães Rosa, diretor executivo e cantor do grupo, o Flor Ribeirinha foi selecionado para esta ocasião devido a sua qualidade artística e por representar a pluralidade da cultura brasileira, possuindo em seu repertório quadros alusivos a todas regiões Norte, Sul, Sudeste, Nordeste e o Centro Oeste.

O diretor artístico e coreógrafo do grupo, Avinner Augusto, ressaltou que para esta turnê, o grupo levará o espetáculo 'Mato Grosso Dançando Brasil', além de coreografias inéditas e com novos figurinos. “As apresentações trazem surpresas, com várias manifestações da cultura popular do nosso país, como o carimbó, os mascarados e danças de outras regiões do país”, assinalou o coreógrafo.

O espetáculo mostra a diversidade cultural presente nas regiões. O siriri, a dança típica mato-grossense que reflete o multiculturismo e que traz o ritmo contagiante viola de cocho, o mocho e o ganzá. A dança do boi bumbá, uma manifestação de Parintins, oriundo do Norte, a dança gaúcha com forte expressão cultural do Sul, o tradicional frevo do Nordeste e o samba, da região Sudeste, considerado uma das principais manifestações da cultura brasileira. Este é o espetáculo que conquistou o prêmio mundial no Festival Internacional de Arte e Cultura, realizado na Turquia em 2017.

A presidente do grupo, Domingas Leonor da Silva, lembra que, com 25 anos de existência o Flor Ribeirinha, que nasceu no quintal de sua casa, em São Gonçalo Beira Rio, vem despontando e levando a cultura regional para outros estados e países. “Nossa luta é pela preservação da cultura popular, notadamente o nosso siriri” argumentou a fundadora. Ela disse ainda que uma parte do grupo continuará em Cuiabá para cumprir uma agenda de apresentações no estado.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/431825/visualizar/