Repórter News - reporternews.com.br
Judiciário e Ministério Público
Quarta - 21 de Agosto de 2019 às 10:27
Por: G1 MT

    Imprimir


Jeferson Ferreira Gomes (DEM), prefeito de Comodoro. — Foto: Ascom/Comodoro
Jeferson Ferreira Gomes (DEM), prefeito de Comodoro. — Foto: Ascom/Comodoro

A Justiça de Mato Grosso mandou bloquear R$ 440 mil do prefeito de Comodoro, a 677 km de Cuiabá, Jeferson Ferreira Gomes (DEM), da secretária de Finanças, Adriana Guimarães Rosa e de empresários do município por suspeita de fraudar licitações, sob recebimento de propina.

Além dos gestores públicos, foram acionados Lincom Valace Pereira Procópio, Open Informática Ltda - ME, Valdemar Rosa Júnior e Fábio Miguel Fernandes.

O G1 tenta contato com todos os citados.

Segundo o Ministério Público de Mato Grosso (MP-MT), a fraude foi descoberta depois que Fábio Miguel procurou o órgão para contar que havia sido contratado em 2017 pela prefeitura, sem processo licitatório.

A transação foi acertada após e em troca de apoio político ao então candidato Jeferson Gomes nas eleições de 2016. Para a fraude, uma empresa falsa foi criada.

Segundo Fábio, parte dos valores recebidos com o contrato ia diretamente à secretária Adriana Rosa. Conforme a ação, ele teria decidido repassar tais informações por ter se desentendido com os seus antigos parceiros.

Esta é a sétima ação de improbidade administrativa ajuizada pelo Ministério Público em desfavor do prefeito Jeferson Ferreira Gomes. Ele já foi condenado em primeira instância em duas delas, inclusive à perda do cargo público.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/432738/visualizar/