Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Sexta - 08 de Novembro de 2019 às 06:36
Por: Marianna Peres/Diário de Cuiabá

    Imprimir


A cesta básica em Cuiabá ficou 7% mais cara em outubro na comparação com o mesmo período do ano passado. Conforme levantamento realizado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), o conjunto de alimentos variou de R$ 426,7 para atuais R$ 455,5. A alta anual foi puxada pelo feijão, pelo arroz e pela batata, itens que mais encareceram no período.

Na comparação mensal, na passagem de setembro para outubro, também há alta sobre o custo final dos alimentos no orçamento das famílias. A cesta básica variou 4%, saindo de um valor médio de R$ 438,8 na Capital para R$ 455,5. O tomate foi novamente o vilão, com inflação mensal de 49%. A cesta básica monitorada pelo Imea é composta por 13 itens considerados essenciais para uma família de quatro pessoas para o período de um mês. O Instituto utiliza a mesma metodologia aplicada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Dos 13 itens, nove apresentaram alta em relação aos valores médios apurados em outubro do ano passado, e, quatro tiveram queda de preços. As variações foram observadas na carne (6%), no feijão (47%), no arroz (20%), na farinha (5%), na batata (53%), no pão francês (2%), na banana (35%), no açúcar (10%) e no óleo (8%). Na outra ponta, as quedas foram apontadas no leite (-5%), no tomate (-9%), no café em pó (-4%) e manteiga (-3%).

Na análise mensal, sete itens sofreram majoração, dois tiveram valores inalterados e outros quatros retração. Não tiveram variação o pão francês e a manteiga. A alta de preços foi registrada sobre a carne (3%), o arroz (1%), a farinha (3%), o tomate (49%), o café em pó (2%), o açúcar (1%) e óleo (4%). Em queda: leite (-2%), feijão (-3%), batata (-7%) e banana (-9%).





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/433800/visualizar/