Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Politica MT
Terça - 17 de Março de 2020 às 14:31
Por: Érika Oliveira/Olhar Direto

    Imprimir


Alair Ribeiro/MidiaNews

Atualmente no cargo de vice-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, a deputada Janaina Riva (MDB) afirmou que a articulação de seu nome para assumir a primeira-secretaria ou a presidência da Casa na próxima eleição da Mesa Diretora é uma cobrança dos deputados que compõem o grupo que ela representa no Legislativo. A emedebista ponderou, ainda, que outro ponto bastante claro atualmente na Assembleia é a reeleição de Eduardo Botelho (DEM).

“Hoje eu tenho um grupo de deputados junto comigo, de nove a dez deputados, que são muito leais. Existe uma cobrança desses deputados, por eu já ter aberto mão lá atrás da primeira-secretaria, que dessa vez eu não abra mão da presidência ou da primeira secretaria. Eu acho que é uma cobrança justa, não dá para toda vez ter receio de ser ordenadora de despesas porque vão falar do meu pai. Ou eu vou ser líder ou eu não vou ser líder. Eu conversei com o Botelho, para mim era melhor ser presidente do que cuidar das finanças, porque é um papel de representatividade, a interlocução é mais política. Mas hoje eu vejo o Botelho quase sendo uma unanimidade lá dentro e ele construiu isso”, declarou a deputada.

A parlamentar confirmou que fez um acordo com Botelho e Max Russi (PSB), que também pleiteia a primeira-secretaria, para que o assunto “Meda Diretora” só volte a ser debatido após a eleição suplementar. Nesta quarta-feira (11), os deputados aprovaram Proposta de Emenda à Constituição do Estado (PEC) que antecipa o pleito. A data da eleição ainda será definida.

Questionada sobre a disputa interna entre ela e Max Russi (PSB), que busca ser mantido no cargo de primeiro-secretário, Janaina destacou a necessidade de modificação na atual composição da Mesa, que deve ter Botelho novamente como presidente.

“Hoje eu não vejo outro espaço que não seja eu na primeira-secretaria ou vice-presidência, mas a exigência do meu grupo é primeira-secretaria. O Max ainda pode virar presidente, se assumir a vice, como aconteceu comigo, não é demérito. O Botelho tem muito espaço ainda para ser o que ele quiser na política. Então caminha para compor com o Max. Mas nós decidimos só discutir isso depois da eleição suplementar”, disse.

“Os grupos já estão formados. Eu vejo hoje três grupos: Botelho x Max x Janaina. Cada um com sua força. O que acontece também é que não vai dar para reeleger a Mesa inteira, então vai ter que fazer uma composição nova”, acrescentou Janaina.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/434572/visualizar/