Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Quinta - 26 de Março de 2020 às 15:30
Por: Bianca Fujimori/Mídia News

    Imprimir


 O prefeito de Sapezal, Valcir Casagrande (PSL)
O prefeito de Sapezal, Valcir Casagrande (PSL)

O prefeito de Sapezal Valcir Casagrande (PSL) afirmou, em áudio divulgado em um grupo de comerciantes da cidade, na noite de quarta-feira (25), que prefere morrer por coronavírus, mas alimentado do que passando fome.

A veracidade do áudio foi confirmada por sua assessoria.

“Mas morrer, todo mundo tem que morrer. Entre morrer de fome e de doença, prefiro morrer de doença com barriga cheia”, disse.

Na manhã desta quinta-feira (26), o prefeito decretou a reabertura de estabelecimentos comerciais, como restaurantes e academias, contanto que haja distanciamento de 1,5 metro entre cada cliente e higienização dos equipamentos.

“Não adianta nada nós querermos que as pessoas fiquem em casa e todo mundo morre de doença, morre de fome. Não tem jeito. Não tem como fazer omelete sem quebrar os ovos”, afirmou no áudio.

Casagrande ainda disse que a decisão está alinhada com a última declaração oficial do presidente Jair Bolsonaro, que minimizou os riscos do Covid-19.

“Concordo plenamente com Bolsonaro. Ele está certíssimo. Nunca tive dúvida disso. [...] Morre muito mais gente de fome na Etiópia e ninguém fala nada. Morre muito mais gente em São Paulo e no Rio por hora do que esse vírus matou esses dias com todo esse barulho que fizeram”, declarou o prefeito.

Assim como Bolsonaro, Casagrande atribui à imprensa o papel por causar desespero na população com o vírus.

"As pessoas que apertam muito a gente por causa do medo, o terror que a grande mídia coloca na população".

Contudo, Casagrande divide a responsabilidade da flexibilização das medidas de prevenção contra o coronavírus com os comerciantes, que também querem a reabertura dos estabelecimentos.

“Se chegar a dar errado, de começar a pandemia no Município, vocês vão ter que bater o pé e ajudar o prefeito porque o prefeito não vai responder sozinho”, alertou.

Outro lado

Por meio de nota, o prefeito reforçou o seu posicionamento dito no áudio divulgado.

Para ele, sua fala não minimizou os riscos da pandemia, mas "utilizou de metáforas" para abordar a "necessidade e responsabilidade de cada cidadão garantir seu sustento".

Ao final, Casagrande ainda afirma que "a mídia tem papel fundamental na democracia brasileira e no levar da informação".





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/434804/visualizar/