Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Domingo - 29 de Março de 2020 às 07:58
Por: G1 MT

    Imprimir


Justiça suspendeu liminar que determinava a volta do comércio — Foto: Gcom-MT
Justiça suspendeu liminar que determinava a volta do comércio — Foto: Gcom-MT

A Justiça determinou, nessa sexta-feira (27), a suspensão imediata de parte do Decreto Municipal 37/2020 de Sapezal, a 473 km de Cuiabá, que autorizava o funcionamento de casas noturnas, congêneres e demais estabelecimentos dedicados à realização de festas e a permanência de pessoas em bares a partir do dia 5 de abril, além da reabertura de academia e similares.

O pedido de liminar foi feito pelo Ministério Público Estadual (MPE), por meio da Promotoria de Justiça de Sapezal, após a decisão do prefeito.

Caso a prefeitura descumpra a decisão terá que pagar multa diária de R$ 1 mil.

Os dois decretos anteriores do município defendiam uma série de restrições à aglomeração de pessoas, entretanto, após o decreto estadual assinado pelo governador Mauro Mendes nesta semana, a prefeitura decidiu flexibilizar algumas medidas, seguindo com a liberação do comércio.

Na ação, o promotor de Justiça João Marcos de Paula Alves disse que a decisão do município causa “risco de danos incomensuráveis à realidade local frente à pandemia global”.

Ele acrescentou ainda que o município foi na contramão das recomendações dos órgãos de saúde.

A liminar foi proferida pelo juiz de Direito Daniel de Souza Campos.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/434854/visualizar/