Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Educação/Vestibular
Segunda - 18 de Maio de 2020 às 09:29
Por: Bianca Fujimori/Mídia News

    Imprimir


No Colégio São Gonçalo, o professor tem a opção de utilizar o estúdio da escola
No Colégio São Gonçalo, o professor tem a opção de utilizar o estúdio da escola

Com as aulas presenciais suspensas por conta do coronavírus, as escolas particulares de Cuiabá precisaram agir para continuar ofertando conteúdo para os alunos. Algumas adotaram aulas ao vivo por meio de plataformas digitais.

Este foi o caso do Colégio Maxi e do Colégio Salesiano São Gonçalo, que adotaram o novo método de ensino no dia 14 de abril.

Diferente do Ensino à Distância (EAD) já utilizado em algumas universidades, as aulas remotas acontecem ao vivo e não apenas gravadas em estúdio e disponibilizadas nos canais da instituição.

O professor Carlos Roberto Leão, diretor do Maxi, explicou que o educador não pode ficar o tempo todo apenas falando, mas precisa interagir com os alunos, tornando o aprendizado garantido.

“Fizemos a opção por aulas síncronas, que são as aulas ao vivo. Tudo que nós vimos a respeito de educação não presencial, que é diferente da Educação à Distância, mostrava que as aulas ao vivo produziam um aprendizado significativo para os alunos”, afirmou Leão.

“O professor não vai trabalhar os 50 minutos falando quase um monólogo. A ideia é que possa haver interação. O professor abre para perguntas, tem o momento que os alunos vão fazer exercícios. Procura reproduzir, ainda que mediado pela tecnologia, uma sala de aula”, completou o diretor.

A mesma ideia se repete no Colégio São Gonçalo. Conforme a supervisora educacional Derli Cléria da Silva César, o feedback do professor para o estudante é essencial neste momento.

“A gente dá a devolutiva para ele com o que ele acertou e errou, além de aulas extras para tirar dúvidas. Tudo isso, temos procurado oferecer para o aluno e para a família”.

Divulgação/Assessoria

Derli Cléria da Silva César supervisora Colégio São Gonçalo

A supervisora de ensino, Derlí da Silva César aposta no feedback do professor ao aluno para contribuir com a nova metodologia

Os métodos aplicados

No São Gonçalo, os educadores têm disponíveis ferramentas para ministrar as aulas de forma online.

Os professores utilizam o Google Meet, o Classroom e a plataforma do sistema de ensino Poliedro.

“O próprio sistema de ensino Poliedro com a plataforma traz simulados e dá essa possibilidade para os alunos. Também tem atividades elaboradas pelos professores que possibilitam o aluno a ter uma devolução. Tudo na plataforma”, aponta a supervisora.

Segundo Derli, a escola tem se preocupado muito com os alunos do terceiro ano que irão prestar Enem e vestibular. Para isso, os professores ofertam aulas no período da tarde para sanar dificuldades.

“A gente tem se preocupado bastante com o terceiro ano no sentido de prepará-los. Além das aulas remotas e simulados, também há as aulas tira-dúvidas. A gente coloca aulas à tarde à disposição para tirar todas as dificuldades”.

O São Gonçalo ainda irá disponibilizar, a partir da próxima semana, uma psicóloga para orientar os estudantes de terceiro ano por meio de videoconferência. A supervisora acredita que isso irá ajudar a levantar o ânimo dos alunos em meio à pandemia.

Já no Maxi, a comunidade escolar utiliza o Hangout para as aulas por meio da plataforma Plural.

“Nós usamos uma plataforma chamada Plural, que tem um maestro, que é onde conseguimos fazer avaliações, questões de provas e vestibulares. E também o Hangout, que é embarcado na plataforma Plural”, explica Leão.

As aulas que são dadas ao vivo também ficam disponíveis depois caso o aluno precise rever. A escola ainda disponibiliza mais de 5 mil videoaulas da plataforma Stoodi para os alunos.

“O aluno pode fazer seu roteiro de estudo reforçando com essas videoaulas, exercícios extras”, afirmou o diretor.

Além disso, as provas para ensino fundamental são feitas pelo sistema Plural, com todos os alunos sendo assistidos pela WebCam.

“O professor, durante a aula, abre a prova pela plataforma e os alunos, todos com a câmera aberta, começam a fazer a prova sob orientação do professor. Acabou o tempo de avaliação, fecha a prova”, explicou o professor.

Já no ensino médio, a avaliação é feita por simulados do Enem, que duram dois dias e tem 90 questões em cada, além da redação.

Divulgação/Assessoria

Diretor do Colégio Maxi Carlos Roberto Leão

O diretor do Colégio Maxi, Carlos Roberto Leão, avalia que o uso da tecnologia é o futuro da educação

Ensino e tecnologia

O Colégio Maxi disse seguir rigorosamente a orientação de isolamento social, por isso todos os professores trabalham de casa.

“Um ponto fundamental é cumprirmos aquilo que foi posto no decreto, que é o isolamento social. Nossos professores não são levados na escola para gravar aula em estúdio. Os professores fazem suas aulas de casa mesmo, cumprindo o isolamento social”, afirmou o diretor.

De acordo com Leão, alguns professores foram resistentes ao uso de ferramentas digitais, mas após treinamento, conseguiram se adaptar.

O diretor acredita que o uso da tecnologia no ensino dentro das escolas chegou para ficar. A supervisora do Colégio São Gonçalo também aposta nas novas ferramentas, mesmo tendo encontrado dificuldades no início.

“Na primeira semana tivemos algumas dificuldades, mas já estamos na quinta semana e estamos bem adaptados e até ficando especialistas. Tem professor que está gostando tanto. Essa parte digital veio para ficar”, afirmou Derli.

No São Gonçalo, os professores tiveram a opção de trabalhar de casa ou utilizar o estúdio da instituição. Além disso, eles também tiveram uma formação e foram orientados quanto às aulas remotas.

A escola ainda faz videoconferências com os pais dos estudantes em busca de avaliações sobre os métodos que estão sendo aplicados para tentar aperfeiçoar cada vez mais.

Prontos para o retorno

Mesmo sem perspectivas de volta às aulas presenciais, as duas escolas se dizem preparadas para o retorno a qualquer momento.

Elas garantem que irão seguir o que for decidido pelas autoridades e órgãos de saúde, como redução de quantidade de alunos, suspensão de intervalos e uso de máscaras.

Para além disso, Derli ainda afirmou que o São Gonçalo irá retomar todo o conteúdo trabalhado pelas aulas remotas como uma revisão para garantir que nada foi perdido.

“Quando iniciarmos o período normal de aulas presenciais, que a gente não sabe quando, nós pretendemos retomar os conceitos básicos dessas disciplinas trabalhados nesse período de pandemia”.

GALERIA DE FOTOS

Divulgação/AssessoriaDivulgação/Assessoria




Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/435781/visualizar/