Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Sábado - 21 de Novembro de 2020 às 06:39
Por: Lucas Rodrigues | Secom-MT

    Imprimir


Governador Mauro Mendes - Foto por: Mayke Toscano
Governador Mauro Mendes - Foto por: Mayke Toscano

O governador Mauro Mendes afirmou que a inauguração do Escritório Social é uma das estratégias do Governo de Mato Grosso para dar oportunidades aos egressos do sistema prisional e, assim, “diminuir a violência no estado”.

A sede do Escritório Social foi inaugurada nesta quinta-feira (19.11). A unidade está sob a gerência da Fundação Nova Chance (Funac), instituição do Governo do Estado que instituição responsável pela reinserção social de pessoas que estão em privação de liberdade e os egressos do Sistema Penitenciário.

Além do governador, também participaram da inauguração: o conselheiro Mário Guerreiro, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ); o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho; o secretário adjunto de Administração Penitenciária, Emanoel Flores; o superintendente do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário (GMF), desembargador Orlando Perri; o desembargador Luiz Ferreira; a presidente da Funac, Dinalva Oriede; entre outras autoridades.

“O Escritório Social é uma das etapas de um programa de ressocialização e uma das estratégias para diminuir a violência na sociedade. Essa estratégia passa pela correta aplicação das leis, punindo aqueles que por algum motivo façam uma transgressão, passa pela reestruturação do sistema prisional, e também em criar alternativas para que esses cidadãos possam encontrar oportunidades, seguindo duas vidas e voltando a ser cidadãos de bem”, explicou o governador.

Mauro Mendes destacou que o Escritório Social vai ajudar o reeducando a “retomar sua dignidade e encontrar um futuro melhor”.

“Essas pessoas podem ter cometido alguma ilegalidade, e essas leis estabelecem penas que devem ser cumpridas com rigor. Mas, após o cumprimento, essas pessoas merecem oportunidades. E o Escritório Social vai criar essas oportunidades dentro da realidade do mercado de trabalho e ajudar essas pessoas a encontrarem seus caminhos”, ressaltou.

Mais ações

O Governo de Mato Grosso acredita e investe na ressocialização. Pelo programa Mais MT, estão previstas cerca de 4 mil novas vagas para o sistema prisional, garantindo mais segurança e o cumprimento da pena com dignidade.

Neste ano, o Governo já inaugurou a Penitenciária de Várzea Grande, com 1008 novas vagas. Ainda nesta sexta-feira (20.11), também será inaugurado o raio 6 da Penitenciária Central do Estado (PCE). A estrutura de mais de 1.500 metros² teve custo de R$ 9,7 milhões e vai aumentar a capacidade da unidade para mais 432 vagas, reduzindo o déficit carcerário.

Ainda estão sendo ampliadas mais centenas de vagas em presídios no interior do Estado, além da construção de outras unidades prisionais.

“Se queremos ter segurança aqui fora, precisamos controlar lá dentro. O objetivo é que o reeducando possa sair de lá e ser um cidadão de bem, e não serem requalificados ou obrigados pelas facções a cometerem crimes”, pontuou o governador.

Além disso, no mês passado, o governador enviou à Assembleia Legislativa projeto de lei que prevê que as empresas que contratarem ex-reeducandos (presos que já cumpriram a pena), ou reeducandos que estão em regime aberto ou em livramento condicional, receberão um subsídio de meio salário mínimo do Governo do Estado.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/439275/visualizar/