Repórter News - reporternews.com.br
Politica MT
Quinta - 07 de Janeiro de 2021 às 17:54
Por: Airton Marques /Olhar Direto

    Imprimir


O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), demonstrou preocupação com o crescimento dos casos de mato-grossenses infectados com a Coivd-19 e o retorno dos alunos da rede estadual de educação para as salas de aula.

Conforme projeta a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), o retorno das aulas presenciais acontecerá em 1º de fevereiro de maneira “híbrida”, ou seja, com atividades presenciais e outras não presenciais. Primeiro devem voltar os professores, diretores e assessores, que terão uma semana pedagógica (de 1º a 5 de fevereiro), fechando o planejamento para 2021. No dia 8 de fevereiro será a vez dos alunos voltarem às salas de aula, com revezamento. Atualmente há, na rede estadual de Mato Grosso, mais de 380 mil alunos e 40 mil profissionais.

De acordo com Botelho, no entanto, se os casos de novos infectados ainda estiverem crescentes, a Assembleia vai orientar o governador Mauro Mendes (DEM) e o secretário Allan Porto para abortar o plano. “Se até final de janeiro continuar nesses altos níveis, acho que não deve voltar as aulas e vamos fazer essa sugestão ao governador e secretário”.

Conforme boletim da Secetaria de Estado de Saúde (SES), até a tarde desta terça-feira (05), são 183.673 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, e 4.596 óbitos. Em 24h foram 796 novas infecções e 13 mortes.

Audiência com secretária

Na manhã desta quinta-feira (7), a secretária adjunta de Saúde do Estado, Danielle Carmona, participou de uma audiência pública para mostrar o plano de imunização estadual contra a Covid-19.

De acordo com Botelho, a vacinação é a única forma de controlar a pademia e salvar vidas. Cita, por exemplo, que Mato Grosso volta a ficar em alerta, uma vez que os hospitais já estão com os seus leitos lotados.

“O número de casos voltou a aumentar. Conversei ontem com a diretora da Santa Casa e ela disse que está preocupada, pois os leitos voltaram a lotar, trabalhando com algo em torno de 90% de ocupação. Isso é muito preocupante. Entendemos que a única solução para esse vírus é a vacinação, tanto é que o mundo inteiro já começou a vacinar. Não tem outro caminho, se não comerçarmos a vacinar urgente, declarou.

O democrata ainda declara que o estado precisa estar atendo, enquanto não se inicia a vacinação. “Para nós não termo que fazer novamente o lockdwn, que é o mais cruel para todos. Imagina fechar o comércio novamente? Será um caos maior”.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/439873/visualizar/