Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Politica MT
Quarta - 07 de Abril de 2021 às 17:11
Por: Allan Mesquita/Folha Max

    Imprimir


Primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, o deputado Eduardo Botelho (DEM) criticou os "barões do agronegócio" por cruzarem os braços para a pandemia da covid-19, em Mato Grosso. Durante a sessão plenária de segunda-feira (5), o parlamentar avaliou que os grandes produtores continuam acumulando riquezas enquanto microempresários e famílias enfrentam situação de vulnerabilidade econômica no Estado.


"É preciso fazer um chamamento dos grandes dos empresários, especialmente do agronegócio. Estamos vivendo a seguinte situação: quem está sofrendo hoje são os comerciantes e o setor de eventos, que estão pagando por todos. Se eles estão fechados, é para o bem de todos, não é? Ora, então é justo que todos paguem essa conta", disparou.

Botelho seguiu dizendo que os latifundiários e grande produtores de commodities (soja, milho, algodão, carne e etc) ignoram as questões sociais do Estado, mas são "os caras" no momento de fazer politicagem. Apesar de não citar nomes, a crítica foi direcionada aos empresários Eraí e Blairo Maggi, que nas eleições de 2020 apoiaram a candidatura do senador eleitor Carlos Fávaro (PSD).


"Enquanto uns pagam a conta, outros estão nadando no berço esplêndido. Na hora que reúnem para escolher um candidato a senador, eles são bons, levantam dinheiro, recursos e são os caras. Quem eles apoiam elege mesmo. Agora, não é hora deles virem a frente e fazer uma grande campanha para arrecadar recursos para ajudar os pequenos e as pessoas que passam fome?", questionou o democrata.


Botelho ainda apelou ao presidente do Observatório Socioeconômico da Assembleia, Carlos Avallone (PSDB), que inicie o dialogo com os comandantes do setor produtivo. "Peço que convoquem essas pessoas para iniciarmos um grande debate contra a fome em Mato Grosso".





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/441931/visualizar/