Repórter News - reporternews.com.br
Politica Brasil
Quarta - 11 de Julho de 2012 às 16:13

    Imprimir


"O que diferencia um homem de bem de um corrupto, de um bandido? É a capacidade de fazer escolhas, senhoras e senhores. De discernir o certo do errado, o justo do injusto, a verdade da mentira. E não há nada mais trágico, senador Demóstenes, do que saber o que é certo e não fazê-lo. Liberdade de escolha rima com responsabilidade e chegou a hora do senhor responder pelos seus atos”.


Com essas palavras o senador Pedro Taques (PDT-MT) declarou seu voto a favor da cassação do ex-senador Demóstenes Torres (sem partido-GO), em discurso proferido, nesta quarta-feira (11.09), logo após a decisão em Plenário.

 Numa sessão histórica, o projeto de resolução (PRS) 22/12, determinando a cassação do senador de Goiás, foi aprovado com a anuência de 56 parlamentares. Outros 19 foram contrários, além de cinco abstenções.

"Por isso, em nome da República, em nome da Constituição e em nome do direito que cada cidadão brasileiro tem de acreditar e confiar em seus representantes, votei favoravelmente ao relatório da Comissão de Ética do Senado Federal”, ressaltou Pedro Taques, relator do processo de cassação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Em apartes, os senadores Eduardo Suplicy (PT-SP) e Antonio Carlos Valadares (PSB - SE) elogiaram o trabalho de Pedro Taques como relator do parecer contra Demóstenes na CCJ.

Cassação – Durante a sessão que culminou na perda do mandato do senador Demóstenes Torres, Pedro Taques avaliou os aspectos legais do parecer do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar.

Sem entrar no mérito da questão, Pedro Taques afirmou que o relatório não feriu a Constituição e as leis. Ele disse ainda que ficou comprovado que "Demóstenes adotou conduta incompatível com o decoro, ferindo de morte a dignidade do cargo e a ética que se impõe a parlamentares”.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/46701/visualizar/