Repórter News - reporternews.com.br
Policia MT
Terça - 14 de Fevereiro de 2012 às 09:55

    Imprimir


Dois dos três assaltantes que morreram em confronto com PMs durante o assalto à agência do Banco do Brasil em Lucas de Rio Verde são velhos conhecidos da Policia. Um deles é Adriano Nogueira da Costa, de 24 anos, o “Adrianinho”, que era chefe de uma quadrilha de roubo de carros em Cuiabá. Sua fama começou quando ele ameaçou o apresentador de TV e deputado estadual Walter Rabelo durante uma entrevista, há quatro anos.

O velório de Adrianinho e Bruno Augusto Oliveira Souza, o “Bruninho”, ocorreu no bairro Praeiro, em Cuiabá. Eles foram enterrados na manhã de domingo. O terceiro assaltante morto no confronto era Almir Rogério Gomes da Silva, de 28, e seria morador de Várzea Grande.

Adrianinho era procurado desde abril do ano passado por policiais da Delegacia de Repressão a Roubos e Furto de Veículos.

Na ocasião, o assaltante foi preso após ser baleado no tórax e ficar internado, em estado grave, no Pronto-Socorro de Cuiabá (PSC). Ele foi ferido durante um tiroteio na lanchonete de um lava-jato, na Avenida das Torres.

O tiroteio foi entre bandidos rivais e Adrianinho foi atingido. Alguns colegas dele, que estavam no local, o colocaram num Fiat Uno e o levaram até o PSC. Na semana anterior, Adrianinho conseguiu escapar a um cerco, no bairro Tijucal. Na ocasião, os policiais prenderam sete pessoas envolvidas no esquema de roubo e receptação de picapes na Grande Cuiabá.

No assalto a Lucas, além dos três mortos, quatro integrantes do bando foram presos, também de Cuiabá e Várzea Grande. Trata-se de Everton Leandro Martineli, 24 anos, Ronicrei Marques Moraes, 23 anos (baleado no joelho), Diego Henrique Damasceno, 21 anos, e Vanderson dos Santos Oliveira, 22 anos. A Polícia acredita que a quadrilha tenha de dois a três outros integrantes. (AR)




Fonte: Do DC

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/59507/visualizar/