Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Sexta - 13 de Janeiro de 2012 às 14:33

    Imprimir


A Secretaria de Estado de Saúde (SES/MT), alerta a população sobre a importância do uso de preservativos durante o período de carnaval. O alerta é para toda a população sexualmente ativa. O Estado recebeu do Ministério da Saúde 1 milhão de preservativos, e fará o repasse aos 141 municípios. Foram notificados no ano passado 662 casos de AIDS, entre eles homens, mulheres, gestantes e crianças. Desses números a notificação em adulto foi de 550, criança 4 e casos de gestantes com HIV 111.

Do total de casos notificados no ano de 2011, Cuiabá diagnosticou 208 casos, Rondonópolis 107, Várzea Grande 6, Sinop 89, Tangará da Serra 39, Cáceres 28, Barra do Garças 15,Sorriso 22, e os demais municípios com notificação foram Alta Floresta 1,Campo Novo do Parecis 1, Campos de Julio 1, Canarana 5, Chapadados Guimarães 1, Confresa 15, Gurantã do Norte 3, Juara 2, Juína 2 Nova Mutum 1 , Pontes de Lacerda 3. Tapurah 1.

Dados do Sinan apontam que de uma série histórica, do ano de 1984 até 2010 Mato Grosso apresentou registro de 6,937 casos de AIDS., sendo 6,729 casos em adultos(3,973 no sexo masculino, 2756 no sexo feminino). Em menores de 13 foram notificados 208 casos.

É importante saber que a prevenção deve ser feita o ano todo. A Secretaria de Estado de Saúde em parceria com os municípios mato-grossenses trabalha o ano todo com ações contínuas e estratégicas visando o controle e diagnóstico precoce de casos de HIV. Periodicamente o Estado realiza capacitações aos profissionais de saúde dos municípios para o diagnóstico e tratamento.

AIDS- HIV é a sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana. Causador da AIDS, ataca o sistema imunológico responsável por defender o organismo de doenças. As células mais atingidas são os linfócitos T CD4+. E é alterando o DNA dessa célula que o HIV faz cópias de si mesmo. Depois de se multiplicar, rompe os linfócitos em busca de outros para continuar a infecção.

Sintomas - Quando ocorre a infecção pelo vírus causador da AIDS, o sistema imunológico começa a ser atacado. E é na primeira fase, chamada de infecção aguda, que ocorre a incubação do HIV - tempo da exposição ao vírus até o surgimento dos primeiros sinais da doença. Esse período varia de 3 a 6 semanas. E o organismo leva de 30 a 60 dias após a infecção para produzir anticorpos anti-HIV. Os primeiros sintomas são muito parecidos com os de uma gripe, como febre e mal-estar. Por isso, a maioria dos casos passa despercebido.

Tratamento – Medicamentos não matam o HIV ,( vírus causador da AIDS), mas ajudam a evitar o enfraquecimento do sistema imunológico . Por isso, seu uso é fundamental para aumentar o tempo e a qualidade de vida de quem tem AIDS. Desde 1996, o Brasil distribui gratuitamente o coquetel antiaids para todos que necessitam do tratamento. Segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 200 mil pessoas recebem regularmente os remédios para tratar a doença.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/61947/visualizar/