Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Esportes
Quarta - 11 de Janeiro de 2012 às 20:29
Por: TATIANA CUNHA

    Imprimir


Na tentativa de solucionar boa parte dos problemas que teve no Mundial passado relacionados aos pneus Pirelli, a Ferrari resolveu apelar para o ex-chefe da Bridgestone.

Hoje, em Madonna di Campiglio, onde promove seu evento anual para a imprensa, a escuderia italiana anunciou a contratação do japonês Hirohide Hamashima para um cargo recém-criado.

O ex-chefe da fornecedora de compostos que deixou a F-1 no fim de 2010 será responsável por melhorar o jeito como a Ferrari usa os pneus.

  Luca Bruno/Associated Press  
Luca di Montezemolo converesa com Massa e Alonso; clique na foto e veja galeria
Luca di Montezemolo conversa com Massa e Alonso; clique na foto e veja galeria

No ano passado, tanto Fernando Alonso como Felipe Massa tiveram dificuldades com os compostos, especialmente com os mais duros, o que acabou prejudicando a performance da equipe, apenas a terceira colocada no Mundial de Construtores --o título ficou com a Red Bull.

"Hamashima conhece muito bem o mundo dos pneus e seu conhecimento será fundamental para fortalecer nosso entendimento nesta área", afirmou Stefano Domenicali, o chefe ferrarista.

"No ano passado não conseguimos explorar bem os pneus que tínhamos à disposição, por isso achamos que seria importante trazer uma pessoa que nos ajudasse", completou o dirigente italiano, que anunciou que o carro da escuderia será lançado no próximo dia 3, em Maranello, e irá à pista no dia 7 para seu primeiro treino em Jerez.

Além de Hamashima, a Ferrari ainda contratou Steve Clark, ex-Mercedes, para ser o chefe dos engenheiros.

CRUCIAL

Fora as mudanças estruturais na equipe, Domenicali também disse esperar por um melhor campeonato de Massa, que não vence uma corrida desde o GP Brasil de 2008 e que no Mundial de 2011 não foi sequer uma vez ao pódio.

"Todos sabem que este será um ano crucial para o Felipe e seu futuro e esperamos muito dele", declarou o dirigente. "Sabemos que ele lida bem quando está sob pressão e faremos o possível para que o Felipe tenha condições de voltar a vencer, já que ele tem um enorme potencial."

O contrato de Massa com a escuderia italiana termina no final deste ano.

Quanto a Alonso, companheiro do piloto brasileiro nas duas últimas temporadas, Domenicali foi só elogios.

"Não podemos pedir a ele mais do que ele já tem feito. Em 20 anos de Ferrari nunca vi alguém que passasse tanto tempo em Maranello como ele e isso se reflete na sua performance", disse o italiano.

"Cabe a nós darmos ao Fernando um carro que faça jus ao seu talento", completou.

A jornalista TATIANA CUNHA viaja a convite da Ferrari






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/62178/visualizar/