Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Segunda - 14 de Novembro de 2011 às 16:01
Por: Ronaldo Couto

    Imprimir


O advogado da empresa ACPI concursos de Cuiabá, Rodrigo Figueiredo, rebateu as acusações de que a empresa não tem idoneidade suficiente para realizar o concurso público de Barra do Garças e Araguaiana, lançados no início do mês. O representante da ACPI chegou a convidar os vereadores barra-garcenses Miguelão Moreira e Odorico Kiko para conhecerem a sede da instituição na capital do estado.

Na sexta-feira (11), os vereadores protocolaram um pedido de impugnação do concurso público da Prefeitura de Barra do Garças previsto para 549 vagas alegando que empresa responde a vários processos. O comunicado foi protocolado junto à comissão organizadora do concurso dentro do prazo previsto de impugnação e junto ao prefeito Wanderlei Farias (PR). Os parlamentares deixaram bem claro que vão ingressar na Justiça contra empresa.

O advogado disse que a empresa não responde a nenhum processo e com relação a denúncia de irregularidade em concursos como foi citado o caso de General Carneiro, na época da ex-prefeita Magali Vilela, sequer a ACPI foi notificada. “Nós ficamos sabendo que houve uma representação no Ministério Púbico, mas sem provas suficientes, a denúncia teria sido arquivada. Portanto não existe processo contra nós”, argumentou.

Rodrigo explica que ACPI tem 27 anos de existência e já realizou mais de cem concursos em Mato Grosso e emprega hoje 90 pessoas e opera desde 1987.

Já os vereadores de oposição questionam que o edital não estava divulgado na internet como devia no dia 10 de novembro (dia do lançamento) e que não é claro sobre conteúdo que vai cair nas provas. E sobre salários ofertados no edital estariam abaixo do plano de carreira conforme questionamento dos sindicatos Sintesbre e Sintep.

Mesmo com posicionamento da empresa, os vereadores Odorico Kiko e Miguelão Moreira disseram que vão manter o questionamento em nome da democracia. "Nós queremos uma pronunciamento da Justiça se tem algum empecilho ou não desta empresa realizar o concurso", finalizou Miguelão. O pedido de impugnação será protocolado na quarta-feira (16) no Fórum de Barra.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/69051/visualizar/