Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Nacional
Segunda - 14 de Novembro de 2011 às 14:10
Por: THIAGO GOMES

    Imprimir


As testemunhas de acusação no episódio em que o enfermeiro Jodimar Ximenes Gomes e Hugleice da Silva são acusados de envolvimento no aborto malsucedido que causou a morte da estudante Marielly Barbosa Rodrigues, 19 anos, serão ouvidas no próximo dia 24. O processo tramita na 1ª Vara Criminal de Sidrolândia, município em que o aborto foi realizado e o corpo da garota abandonado, após ela ter morrido em decorrência do procedimento clandestino.

Jodimar Ximenes encontra-se preso preventivamente em Sidrolândia, enquanto Hugleice, que era cunhado da vítima, está solto por força de habeas corpus concedido pela 1ª Turma do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul.

Recebidas as defesas preliminares dos dois acusados, onde eles se limitaram a discordar dos termos da denúncia oferecida pela Promotoria de Justiça, a juíza Sílvia Eliane Tedardi da Silva, determinou o prosseguimento do processo, designando a audiência para oitiva das testemunhas de acusação para o dia 24 deste mês, às 16h20min.

Na oportunidade serão colhidos depoimentos das testemunhas arroladas pelo Ministério Público Estadual na denúncia e que residem em Sidrolândia. As que moram em Campo Grande serão ouvidas por carta precatória. Hugleice e Jodimar foram intimados para acompanhar os depoimentos.

Marielly Barbosa desapareceu de Campo Grande no dia 21 de maio deste ano, e seu corpo encontrado no dia 11 de junho, em um canavial de Sidrolândia. A causa da morte foi um aborto malsucedido. Ela estava grávida de três meses. Jodimar teria realizado o aborto com o envolvimento de Hugleice.

A Polícia Civil indiciou os dois em julho. Um dia após ser preso, Hugleice confessou que teve relação sexual com a cunhada e que a levou para o aborto. Também admitiu que após o aborto ter dado errado ajudou o auxiliar de enfermagem a transportar o corpo da garota para o canavial.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/69065/visualizar/