Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Agronegócios
Sexta - 05 de Agosto de 2011 às 13:11
Por: Julianne Caju

    Imprimir


Produtores rurais de soja contam com mais seis novas cultivares de soja para próxima safra. Ambas são transgênicas, tem alto potencial produtivo, contribui com redução de custo de produção da lavoura e atendem as necessidades da classe produtora da região do Cerrado Brasileiro. Elas serão apresentadas pela equipe da Tropical Melhoramento & Genética (TMG) durante a Bienal dos Negócios da Agricultura que será realizada nos dias 11 e 12 de agosto em Goiânia/GO.

Das seis novas cultivares, quatro (TMG 7188 RR, TMG 1187 RR, TMG 1182 RR, TMG 1179 RR) serão disponibilizadas para os produtores de grãos e duas (TMG 1174 RR e TMG 1288 RR) para os produtores de sementes. “Muitos são os valores agregados nesses materiais. A união da biotecnologia com o melhoramento mais outros trabalhos da pesquisa possibilita que o produtor tenha cultivares com alta tecnologia”, explica Paulo Afonso responsável pela área de Produção e Multiplicação de Sementes da TMG.

Das principais características das cultivares Paulo Afonso destaca que a TMG 7188 RR é um material de ciclo tardio que contempla duas excelentes tecnologias: a resistência à ferrugem da soja e a resistência ao glifosato. “O produtor terá muito mais segurança e ganhará produtividade em sua lavora”.

Já a TMG 1187 RR se destaca em relação às outras cultivares nos anos de veranico. “Ela é campeã de produtividade quando ocorre veranicos durante ciclo da cultura”. Além disso, apresenta excelente engalhamento e sistema radicular agressivo.

A resistência aos nematoides de galhas é o destaque da TMG 1182 RR. Ela é de ciclo precoce e permite o plantio da segunda safra. “É indicada para as regiões onde há muita incidência de nematoides de galhas. A resistência permite que ela tenha boa produtividade nessas áreas”, confirma o pesquisador.

Ele diz também que a TMG 1179 RR é resistente aos nematoides de cisto raças 1 e 3, tem boa arquitetura, é superprecoce e permite plantio no cedo.“Essa cultivar permite que o produtor faça safrinha de milho e de algodão”.

Ser resistente ao nematoide de cisto é também uma das principais características da TMG 1174 RR. Ela é superprecoce, permite abertura de plantio e suporta alto stande da planta. “Ou seja, não acama”, explica Paulo Afonso. O destaque da TMG 1288 RR é que permite tanto o plantio na abertura como no final. É indicada para região de MT e da Bahia. “Todas são materiais que atendem as reais necessidades dos produtores. É para isso que a TMG trabalha”, finaliza.

Evento – Quem visitar o estande da TMG poderá saber mais informações das seis novas cultivares de soja. Poderá tirar dúvidas com os pesquisadores e a equipe da área de Desenvolvimento de Mercado que estarão a disposição dos produtores. Além disso, poderão compartilhar informações em um estande preparado especialmente para receber as pessoas que fazem a agricultura do Centro-Oeste acontecer.

A Bienal dos Negócios da Agricultura do Brasil Central é uma realização das federações da agricultura do Distrito Federal, de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, que são entidades representativas do produtor rural.

Empresa - A TMG é uma empresa de capital nacional, formada por produtores de sementes, produtores de grãos, pesquisadores e técnicos. Dedica se à criação e ao desenvolvimento de novas cultivares de soja. Sua sede é em Cambé (PR). Possui filial em Mato Grosso, aonde conduz o seu programa de melhoramento genético de soja em parceria com a Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso (Fundação MT). As tecnologias da TMG estão presentes nos estados: BA, GO, MA, MG, MS, MT, PI, PR, RS, SC e SP. Em média 450mil linhas de progênies são avaliadas anualmente pelos pesquisadores da empresa. As linhagens selecionadas são avaliadas em mais de 50 locais no Brasil.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/81011/visualizar/