Repórter News - reporternews.com.br
Politica MT
Sábado - 16 de Julho de 2011 às 11:09

    Imprimir


A presidente Dilma Rousseff avisou na sexta-feira (15) a assessores que, depois de mais um afastamento de diretor do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) sob suspeita de irregularidades, não aceitará mais indicações políticas para o órgão.

A partir de agora, ela vai decidir pessoalmente a escolha dos novos nomes do comando do departamento e optará por técnicos para a nova diretoria. O atual colegiado era comandado por indicados principalmente pelo PR e pelo PT.

O novo ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, anunciou ontem o afastamento do diretor-executivo do Dnit José Henrique Sadok de Sá. Ele acumulava o cargo de diretor-geral interino do órgão desde que Luiz Antonio Pagot, suspeito de envolvimento em um esquema de irregularidades em contratos, se afastou durante período de férias.

Sadok foi afastado temporariamente depois que o jornal "O Estado de S. Paulo" publicou que sua mulher, Ana Paula Batista Araújo, dona da Construtora Araújo Ltda, assinou contrato no valor de R$ 18 milhões entre 2006 e 2011, para a realização de obras nas rodovias BR-174, BR-432 e BR-433.

Frederico Augusto de Oliveira Dias, o "boy" de Pagot, também não ocupa mais o a função no órgão, segundo informou o Ministério dos Transportes. A saída de Dias ocorre após reportagem da Folha mostrar que ele atua como assessor da diretoria-geral em reuniões com prefeitos e autoridades, apesar de nunca ter sido nomeado pelo governo.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/83414/visualizar/