Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Meio Ambiente
Quarta - 29 de Junho de 2011 às 11:19

    Imprimir


Afirma Dario Grattapaglia, presidente do Fórum IUFRO Biotecnologia Florestal 2011. Pela primeira vez no Brasil e na América do Sul, a Conferência Internacional "IUFRO Tree Biotechnology 2011" (IUFRO Biotecnologia Florestal 2011), principal evento mundial na área, tem início em 26 de junho e vai até 2 de julho, em Porto Seguro, na Bahia. O evento deve consolidar a posição e visibilidade do Brasil como um dos principais atores mundiais na área de biotecnologia e genômica florestal aplicada à produção florestal. Com presença já garantida de pesquisadores internacionais, o fórum vai discutir as demandas existentes e perspectivas futuras da área de biotecnologia florestal com os maiores especialistas mundiais no tema. O professor da Embrapa, Dario Grattapaglia, presidente do Fórum e um dos idealizadores, conversou com a equipe de jornalismo do CeluloseOnline e destacou novidades desta edição do evento. Confira.
 
CeluloseOnline - Por que o Brasil foi escolhido com País sede do fórum 2011?
 
Dario Grattapaglia - O Brasil é hoje, indiscutivelmente um dos países com a maior vocação florestal do planeta com uma atuação e demanda crescente em biotecnologia florestal. O crescimento e a manutenção da competitividade da indústria brasileira de base florestal vai requerer o desenvolvimento crescente de materiais genéticos com amplo espectro de adaptação e qualidade da madeira. A biotecnologia terá um papel cada vez mais preponderante neste processo. A conferência proporcionará o fórum de mais alto nível internacional para a discussão do status atual, demandas existentes e perspectivas futuras da área de biotecnologia florestal. A realização da conferência IUFRO Tree Biotechnology 2011 converge para a internacionalização do Brasil e sua consolidação como um importante ator mundial em biotecnologia florestal.
 
CeluloseOnline – Qual a expectativa da organização para um evento deste porte no Brasil?
 
Dario Grattapaglia - A conferência será a primeira na América Latina e a segunda no hemisfério sul em mais de 20 anos de existência deste evento bianual. A realização de um evento internacional de impacto em uma área estratégica está em perfeito alinhamento com as articulações que o governo brasileiro vem fazendo no sentido de aumentar a sua participação internacional em vários campos científicos e tecnológicos. A realização da conferência no Brasil será uma oportunidade ímpar de capacitação, atualização e estabelecimento de interações para a crescente comunidade científica-tecnológica brasileira e programas de pós-graduação em biotecnologia florestal. Um comitê científico internacional com 30 cientistas de alto nível foi formado representando todos os principais países e centros mundiais na área de biotecnologia florestal. Para a conferência já foram confirmados como palestrantes convidados 28 expoentes na área os quais vão compartilhar os seus resultados, visões e perspectivas sobre a biotecnologia em geral e suas aplicações na área florestal.
 
CeluloseOnline – Como serão as apresentações durante a conferência?
 
Dario Grattapaglia - A conferência está organizada em nove sessões com três palestrantes convidados para cada sessão e seis apresentações orais selecionadas entre os abstracts submetidos. Sessões de apresentações de posters serão intercaladas entre as sessões. Os resumos expandidos das apresentações serão publicados em um número da revista científica eletrônica BMC Proceedings, indexada na Web of Science e Pubmed. Durante a conferência, será realizado ainda um dia inteiro de visitas técnicas às instalações e florestas da empresa Veracel Celulose, empresa de ponta que investe em biotecnologia e é certificada por todos os principais sistemas mundiais.
 
CeluloseOnline – O evento prevê uma visita à empresa Veracel Celulose? Como será esta ação?
 
Dario Grattapaglia - Na quarta feira (29), todo o dia será dedicado a uma visita técnica à Veracel Celulose, empresa situada no município de Eunápolis, a cerca de 40 km do local do evento. A Veracel é uma empresa modelo na área de produção de celulose de florestas plantas, um empreendimento da Fibria (ex- Aracruz) e a Stora Enso, as duas maiores empresas do mundo de produção de celulose. A empresa possui diversas certificações florestais, possui as produtividades florestais mais elevadas do mundo e tem forte atuação na área ambiental. O tour que inicia às 7h00 vai ter quatro estações de paradas: (1) florestas clonais crescendo a 70 metros cúbicos/ha/year e experimentos de plantios irrigados do projeto Brazilian Eucalyptus Potential Productivity; (2) viveiro de clonagem por miniestaquia; (3) fábrica de celulose de 1.2 ton/ano, uma das mais modernas do mundo; e (4) Estação Veracel, uma RPPN de 6.200 hectares de mata Atlêntica preservada, onde são realizadas diversas ações de pesquisa junto a universidades, bem como ações de educação ambiental no bioma. O número de pessoas para esta visita é limitado a 200, com base na ordem de inscrição.
 
CeluloseOnline – Qual o público esperado para a Conferência neste ano?
 
Dario Grattapaglia - Nas últimas edições da conferência estiveram representados entre 20 e 40 países com um número variável de delegados entre 300 e 500. Para a edição de 2011, a expectativa é de reunir pelo menos 400 delegados sendo 50% provenientes do Brasil e 50% do exterior. Em vista da atuação crescente de diversos grupos do Brasil na área de biotecnologia florestal com importantes projetos executados em rede tais como o Genolyptus (MCT), ForEST (Fapesp), espera-se que um número significativo de estudantes de pós-graduação e possivelmente de graduação deverão participar da Conferência.





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/85706/visualizar/