Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Concursos/Empregos
Terça - 04 de Maio de 2010 às 10:13

    Imprimir


O Ministério Público deu um prazo de 10 dias para que a Secretaria de Administração do Estado (SAD) responda os questionamentos feitos em relação à prova e ao gabarito do último concurso público. Vários candidatos tiveram problemas com questões das provas do concurso da Secretaria de Administração do Estado. Os candidatos têm dúvidas com relação aos critérios de avaliação.

O candidato Manoel Barros tentou a vaga de Técnico de Desenvolvimento Econômico e Social. A candidata Lídia Pereira fez a prova para Técnico da Área Instrumental do Governo. Nas duas provas uma questão igual trazia as mesmas opções de resposta. Já os gabaritos oficiais mostram diferentes alternativas corretas. "Se eu acertei mais questões, ou menos, que os outros, isso pouco importa. O que importa é o processo como um todo e a credibilidade da instituição que fez esse certame", disse Manoel.

O resultado oficial das questões saiu na última semana e muitos entraram com recursos. Mesmo assim, em alguns casos, o candidato que entrou com recurso teve resposta do parecer anulando a questão, mas no gabarito oficial, ela continuava valendo. A professora Samantha Léa Dignart, que estudou dois anos para o processo seletivo, disse que foi surpreendida com questões que não estavam no edital. "A gente queria discutir um pouco mais esses gabaritos. Nós acreditamos que algumas questões ficaram mal interpretadas, e algumas fora do edital", argumentou.

As provas seriam realizadas em novembro do ano passado, mas foram suspensas por falhas na organização. Depois de remarcadas, as provas foram feitas em três etapas e novos problemas surgiram. O Ministério Público Estadual acompanhou todo o processo e agora cobra explicações."Nós requisitamos da Secretaria de Administração, respostas às perguntas e questionamentos das reclamações que chegaram até nós. Em tese, a SAD tem 10 dias úteis para responder todas as nossas questões. Se as respostas nos satisfizerem, muito bem. Se não nos satisfizerem e houver algum tipo de irregularidade, o Ministério público vai tomar as medidas cabíveis para resolver-mos as situações", explica o promotor de Justiça Alexandre Guedes.

A assessoria de imprensa da Secretaria de Administração do Estado informou que este assunto deve ser respondido pela Universidade do Estado de Mato Grosso, instituição que elaborou a prova. Em resposta, a assessoria da Unemat disse que aguarda um relatório da Secretaria de Administração, com as questões que vem sendo contestadas. Esse relatório deve ser encaminhado ainda esta semana e é possível que o resultado oficial do concurso seja alterado.





Fonte: TVCA

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://reporternews.com.br/noticia/133943/visualizar/