Repórter News - reporternews.com.br
Politica Brasil
Sexta - 30 de Janeiro de 2009 às 12:03
Por: Marcos Coutinho

    Imprimir


Já na condição de vice-líder do Democratas no Senado, o senador Jaime Campos avalia que é muito cedo para discutir ou lançar uma candidatura no âmbito do partido e/ou da aliança que hoje dá sustentação poítica ao governador Blairo Maggi. Contudo, ressalta que não pode haver um distanciamento entre os patidos alinhados.

"Falar em candidatura é muito precoce, mas não pode haver esse distanciamento", pondera o líder democrata ao enfatizar que o PR (Partido da República) está impondo uma distância em relação a seus aliados. "O próprio deputado Riva (José, primeiro secretário da mesa diretora) já alertou para o risco desse distanciamento", lembra.

Na avaliação de Campos, o PR erra duplamente ao não buscar o diálogo interno entre seus aliados. Apesar de defender a precocidade de qualquer candidatura, Campos lançou o deputado estadual Sérgio Ricardo, do PR, como candidato ao governo do Estado numa estratégia de esvaziar a pré-candidatura de Luiz Antonio Pagot, diretor-geral do Departamento Nacional de Infra-estrutura (Dnit).

E a estratégia de Campos deu certo. Pagot parece que desistiu de ser candidato ao governo em 2010, fato que "zera o processo sucessório", aberto precocemente logo após as eleições municipais do ano passado

Além de descartar sua pré-candidatura, o senador Jaime Campos DEM disse ao Olhar Direto que vai percorrer o Estado com objetivo de fortalecer o partido, ampliar o número de filiados e preparar a sigla para as eleições gerais de 2010. Na condição de vice-líder do DEM no Senado, Campos afirmou que a sua meta é ampliar o número de filiados em mais 20 mil pessoas





Fonte: Olhar Direto

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://reporternews.com.br/noticia/165479/visualizar/