Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Terça - 14 de Outubro de 2008 às 09:13
Por: Theodora Malacrida

    Imprimir


A Escola Estadual 13 de Maio, realiza hoje a partir das 9h o 'Movimento Social por Segurança, Justiça e Paz na cidades de Tangará da Serra'.

A passeata, com saída da Praça da Bíblia, segue até o Módulo Esportivo onde será realizado um culto ecumênico pela paz.

De acordo com uma das coordenadoras do evento, Poliana Leite, o movimento foi solicitado pelos próprios alunos. “Com intuito de pedir mais segurança para a cidade e justiça para as famílias vitimadas pela violência, que nossos alunos decidiram por fazer essa passeata e em seguida um culto ecumênico. O ponto crucial para o início do movimento foi com relação ao caso da menina Bruna, que foi estuprada e morta em nossa cidade na semana passada. Nossos alunos sensibilizados pediram nossa ajuda para que fosse realizado este movimento, para que haja mais segurança, justiça e paz em nossa cidade”, frisou a professora.

A passeata e o culto será acompanhado por professores, funcionários da escola, representantes de órgãos municipais e estaduais dentre as escolas convidadas de Tangará da Serra. “Todos que quiserem participar conosco deste ato estão convidados para juntos formarmos uma Tangará melhor”, acentuou.

PROTESTO – Outra ação como esta foi realizada na última quarta-feira, 8, como forma de protesto e aclamação por justiça, onde os comerciantes da avenida Brasil, fecharam suas portas no momento em que passava o cortejo. Alguns usaram balões e tecidos brancos simbolizando a paz. Amigos e familiares da menina Bruna, seguiram o trajeto até cemitério a pé, carregando faixas e cartazes em homenagem a menina. O protesto foi acompanhado com tristeza e lágrimas nos olhos, dando o último adeus à Bruna, que infelizmente teve sua vida interrompida.

CRIME - Bruna Damazio, 11 anos, foi estuprada e morta na manhã da última terça-feira quando voltava da escola. O crime ocorreu próximo ao Albergue Municipal. O corpo da vítima foi encontrado em um matagal, por amigos de seus familiares. Bruna estudava no período da tarde e havia se deslocado até a escola Joana D´Arc durante a manhã para praticar outras atividades. Mas não retornou para casa. Diante disso, familiares e amigos da menina começaram a procurar pela localidade e encontrou-a em um matagal, com sinais de agressões pelo corpo, estupro e com o pescoço cortado, o que provavelmente teria causado sua morte. No local do crime foram encontrados o estojo e outros objetos escolares de Bruna. Policiais militares e civis colheram informações e investigam o caso. Alguns suspeitos já foram detidos pela polícia, mas libertados por não haver provas.





Fonte: Diário da Serra

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://reporternews.com.br/noticia/171633/visualizar/