Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Nacional
Segunda - 24 de Setembro de 2007 às 20:33

    Imprimir


Uma menina de dois anos, moradora da cidade de Avaré ( a 262 km da Capital) morreu nesta segunda-feira (24) no Instituto do Coração de São Paulo (Incor), porque não conseguiu esperar por um transplante cardíaco. Ela estava na Unidade de Terapia Intensiva havia dois meses. De acordo com o Incor, há 7 crianças na fila, à espera de um transplante.

No sábado (22), duas crianças de 6 e 2 anos passaram pela cirurgia. Foi a primeira vez na história do Incor que dois transplantes de coração foram realizados em meninos em menos de 12 horas. O hospital não realizava transplantes infantis desde novembro do ano passado.

De acordo com o Incor, o estado de saúde dos pacientes é considerado estável. No fim da tarde de domingo (23), os médicos suspenderam os sedativos e retiraram os aparelhos que ajudavam na respiração da menina transplantada, que tem 6 anos. Consciente e falante, a paciente teria até mesmo pedido para escovar os dentes.

Apesar de estável, o quadro clínico do menino que 2 anos, que foi o segundo transplantado, inspira mais cuidados. Como ele já estava na UTI antes de receber o coração, tem recuperação mais lenta. Mesmo assim, não houve alteração em seu estado de saúde, segundo informou o Incor. Ele continua sedado e respira com a ajuda de aparelhos.

Procedimento

O primeiro transplante começou por volta da 1h de sábado e levou mais de três horas. O coração de uma criança de 8 anos que morreu em Diadema, na Grande São Paulo, em conseqüência de um traumatismo craniano, foi transplantado no menino de 2 anos que ficou quase um ano na fila dos transplantes.

A segunda cirurgia, na menina de 6 anos, começou pela manhã. Por volta das 12h, o coração já havia sido transplantado. A criança esperava o órgão desde abril, quando os médicos descobriram que ela tinha uma miocardiopatia. Sem o transplante, ela viveria somente mais um ano. Os pais chegaram a fazer campanha em busca de um coração para a filha.





Fonte: G1

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://reporternews.com.br/noticia/205926/visualizar/