Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Domingo - 24 de Outubro de 2004 às 16:46

    Imprimir


A seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Mato Grosso aprovou apenas 16% dos inscritos em seu segundo exame de Ordem do ano, sendo o maior número de aprovados estudantes oriundos de instituições públicas. O índice de aprovação do primeiro exame (divulgado em junho de 2004) foi de 22%, número já considerado baixo pela seccional.

Ao todo, 1.012 bacharéis em Direito se inscreveram para este novo exame em todo o Estado. Desses, 962 fizeram as provas, 249 passaram para a segunda fase e apenas 147 foram considerados aptos a exercer a profissão.

O presidente da OAB-MT, Francisco Faiad, lamentou os baixos percentuais de aprovação, situação que vem se repetindo freqüentemente em outros Estados brasileiros. De acordo com ele, a questão da qualidade no ensino jurídico vem sendo questionada há tempos e o problema é de âmbito nacional.

Abertura de cursos

Aliado a isso, o presidente da OAB explicou que, nos últimos três anos, o MEC aprovou a abertura de 204 cursos não recomendados pela OAB. Conforme ranking divulgado pela OAB-MT em sua página na internet, a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) manteve o índice de 40% de candidatos aprovados nos dois exames realizados este ano. Em segundo lugar no ranking está a Universidade de Mato Grosso (Unemat), com 26% de aprovação.

De acordo com a média dos dois exames promovidos pela OAB este ano, a Universidade de Cuiabá (Unic) está com 20,45%, em terceiro lugar na proporção de aprovados e em seguida aparece a Unirondon, com 19,29%. A Amec/Unic aprovou nos dois exames 18,57%.

O Cesur, de Rondonópolis, aprovou 12,11% do total dos inscritos. A Univag aprovou a média de 10% e a Faculdade Afirmativo nenhum candidato.




Fonte: Folha do Estado

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: https://reporternews.com.br/noticia/370262/visualizar/